Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

02
Mai16

Desabafos

Hoje fui acompanhar o moço a uma sessão de apresentação sobre uns cursos que dão equivalência ao 12º ano através do IEFP.

Deixaram-me assistir como acompanhante e tive oportunidade de fazer várias questões.

Aquilo tem imensos cursos para todos os gostos e feitios.

O moço estava interessado em algo na área de Administração/Gestão ou Contabilidade.

Depois de imenso tempo a discutir o assunto lá se decidiu por um curso de Técnico de Apoio à Gestão.

Eu depois de ver o conteúdo programático, esclarecidas algumas dúvidas com a orientadora e conversado com algumas pessoas que tiraram esse curso fiquei com a impressão que mais me valia ter ido fazer o 12º através de um curso daqueles do que ter seguido para a Universidade.

Fiquei parva com a quantidade de coisas que eles dão.

Tem exatamente as mesmas coisas que eu estudei numa Licenciatura em Gestão, o conteúdo programático é praticamente o mesmo só que este tipo de cursos tem uma componente prática muito grande que para mim faz toda a diferença quando queremos entrar no mercado de trabalho.

Sai de lá com a ideia que num curso destes se sai mais preparado para trabalhar do que numa faculdade.

Claro que a universidade tem todo aquele peso que a grade maioria das pessoas lhe atribui, acho que muita gente ainda acredita que por termos um canudo somos mais competentes que outros que não o tem.

Eu cada vez mais acredito que isto é uma grande mentira.

Tenho conhecimento de várias pessoas que tiraram este tipo de curso nas mais diversas áreas e pouco depois estão a trabalhar, enquanto muitos licenciados andam por ai sem emprego.

Na minha opinião isto tem que ter a ver com a preparação prática que temos quando saímos da faculdade.

Eu as vezes até penso se não era mais útil e barato tirar um curso destes onde me parece que tenho mais probabilidades de encontrar emprego e onde aprendo basicamente o mesmo que numa universidade.

Tenho pensado ultimamente se muita gente, eu própria, não fui para a universidade só para dizer que fui, ou pelo “prestígio” que isso possa ter.

 

Atenção, isto não é nenhuma critica às universidades/universitários é apenas uma ideia, um desabafo.

04
Jan16

Estou de férias!

Sim, sim férias!

Férias do trabalho e da faculdade, quer dizer do trabalho sim, só volto lá para o meio do mês, da faculdade é que não.

Tenho o primeiro teste já dia 7 de Janeiro e depois lá para o fim do mês tenho a tão aguardada época de exames e ai já não vou estar de férias.

Sendo assim estas três semanas vão ser para estudar, estudar e estudar para ver se quando chegar a altura dos exames não ando à volta com os livros e com o estudo todo atrasado.

Claro que no meio disto tudo vou ver se aproveito para dar umas voltinhas e passear um bocado que também é preciso.

03
Dez15

Ansiedade

Chegado o mês de Dezembro aproxima-se também o fim do ano e consequentemente o fim do semestre.

Com o fim do semestre vem os testes e os exames.

Passei a manhã de hoje a fazer uma espécie de plano de estudos em que defino dias próprios para estudar teoria, prática, resolução de exercícios e revisão de matéria, tudo muito organizado.

Percebi que se não começo a estudar já, provavelmente depois vai ficar tudo atrasado.

Falta pouco mais de um mês para o meu primeiro teste e eu já estou aqui com uma ansiedade daquelas a imaginar que não vou ter tempo para estudar tudo.

É mesmo sofrer por antecipação, e em relação àquelas disciplinas mais difíceis que já é para ai o 3º ano que as estou a tentar fazer?

Sinto que nunca vou conseguir passar por mais que estude, é um sentimento horrível.

Este semestre tirando as disciplinas de Contabilidade e Fiscalidade de que eu gosto e até estudo sem problema, só tenho disciplinas daquelas mais difíceis e que não gosto tanto.

Mas pronto, se não as fizer também não acabo o curso.

Enfim, não vejo a hora de acabar isto tudo e não ter que estudar mais.

 

 

19
Nov15

O teste de Fiscalidade Avançada

Ainda não tinha comentado por aqui que não fui fazer o teste de Fiscalidade Avançada e porque?

Já tinha estudado a parte toda teórica faltava a prática, quando fui fazer exercícios percebi que não estava a perceber nada daquilo, como o teste tinha nota mínima de 10 achei que não fosse conseguir passar.

Achei melhor estudar para aqueles que acreditava que conseguia passar deixei este para a época de exames.

Não sei se foi uma decisão muito inteligente porque é mais matéria mas assim tenho mais tempo para estudar e acredito que se estudar tudo com tempo consigo.

Saíram agora as notas do teste e eu fui ver só para ter uma ideia das notas e qual não é a minha surpresa ao ver que em mais de 50 alunos, todos chumbaram e com notas miseráveis, a nota mais alta foi um 6,7.

Ninguém passou!

O professor viu-se obrigado a baixar a nota mínima para três para que não ficassem já todos excluídos do segundo teste.

Ora eu por um lado fiquei naquela pois podia ter ido ao 2º teste, acho que um 3 era capaz de conseguir tirar, por outro fico contente por não ver ali o meu nome com uma nota miserável.

Além disso depois ia ser muito difícil subir a média no 2º teste, então prefiro aplicar-me agora e estudar aquilo tudo de novo, ter a certeza que estou profissional naquilo para ver se me safo.

Estou é aqui ainda meio sem perceber porque toda a gente chumbou, a cadeira não é fácil, mas mesmo assim, ninguém passar, em anos de universidade nunca vi uma disciplina em que ninguém passasse.

18
Nov15

Não ir às aulas na faculdade

Desde que estou na universidade que também trabalho, pouco foram os meses que estudei e não tive a trabalhar.

Sempre fui muito assídua nas aulas, e comecei este ano sempre a ir às aulas mas aos poucos fui deixando de ir tantas vezes, o horário de trabalho não é muito compatível com as aulas, o facto de estar a viver com o meu namorado, ter que tratar da casa, fazer jantar e almoço, além das tarefas domesticas claro acabou por fazer com que eu tenha menos tempo para ir as aulas.

E isto é mau?

Sempre fui da opinião que devemos ir às aulas, aprende-se mais facilmente, anotamos a matéria, dicas dos professores etc.

Acredito que assim é muito mais fácil fazermos as cadeiras mas será impossível fazer disciplinas sem ir às aulas?

Acredito que sim, mas dá o dobro do trabalho.

Ultimamente vou a poucas aulas mas tenho feito e entregado os trabalhos a tempo e lá me vou organizando para arranjar sempre tempo para estudar com antecedência.

Depois há aquela questão de aulas em que pouco se aprende, já cheguei a ir a aulas em que não entendia nada e saia de lá da mesma maneira que entrei, sem saber nada, se faltarmos mas usarmos esse tempo para estudar acho que não é tão problemático.

Acredito que algumas pessoas aprendam melhor fora das aulas.

Eu consigo estudar bem por mim, tenho o material das disciplinas muito bem organizado e todos os livros necessários para poder estudar.

Sei que em casa tenho imensas distracções, computador, Tv., namorado então se quero estudar a sério tenho que ir para a biblioteca da faculdade e ficar lá no silêncio a estudar, só assim resulta comigo.

Acho que o importante nestas coisas da faculdade é percebermos o que melhor resulta para nós, o que não podemos fazer é faltar as aulas e depois não compensar o estudo, assim sim, vai ser a receita para o insucesso.

 

 

 

 

17
Nov15

Em espera # 2

Já fiz a primeira ronda de testes há imenso tempo e os professores ainda não publicaram as notas.

Até que os testes não me correram mal, mas já passou tanto tempo que já nem sei se aquilo correu mesmo bem.

Bem sei que são muitos alunos mas deixar uma pessoa a sofrer sem saber as notas não é bom, é que se não passar já não posso ir a segunda ronda, então nem sei como planear o meu estudo.

Espero que não demore muito mais tempo e que quando saírem as notas sejam bem boas que esta média é para subir.

 

 

05
Nov15

Uma perda de tempo e dinheiro

Perdi umas largas horas, papel e tinteiros, ou seja dinheiro a imprimir os códigos do IMI,IMT,IS,EBF,IEC, isto porque o professor tinha dito para imprimirmos assim não compraríamos o código da Lei Geral Tributária.

Ok, tudo bem eu imprimi tudo.

Acabo agora de ver um aviso na página da disciplina a avisar do material necessário para o teste que passo a citar:

 

- Máquina de calcular (pessoal e intransmissível)

-Código da lei geral Tributária (não são aceites códigos em papel, impressos, também não é permitido o seu empréstimo a outros colegas.

- Material de escrita.

 

Depois de ver isto ainda pensei, então não era suposto imprimirmos para não ter que comprar o código?

Parece que não, vou ter que ir a correr a FNAC comprar o código pois o exame é já amanhã e não encontrei nenhum em nenhuma biblioteca.

Basicamente, gastei dinheiro em papel e tinteiros para nada.

03
Nov15

Em modo "estudo"

 Hoje tenho o dia completamente livre, livre para estudar para os três exames que me faltam sendo que o que me está a matar mais a cabeça é Fiscalidade Avançada, já estou farta de ver IMI, IMT, imposto de Selo e impostos especiais sobre o consumo.

É tanta coisa, tanto artigo que já estou aqui cheia de dor de cabeça, desde as 8:30 a estudar e parece que ainda me falta tanta coisa.

Depois com este tempo, a minha vontade é ir deitar-me e dormir um soninho ou ir ver uma serie.

Mas não pode ser.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Ana has read 5 books toward their goal of 60 books.
hide

A Ler

Na minha estante

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D