Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

22
Mar18

Movie Review | 50 Sombras Livre

FiftyShadesDarker-642x500.jpg

 Quem por aqui me segue sabe que sou fã da historia de Christian Grey e Anastasia Steele, sendo assim não podia perder o ultimo filme.

Começo por dizer que de todos foi o meu preferido, foi o que teve menos cenas de sexo, as que teve não foi assim nada de mais então acabou por ser um filme mais focado em outras coisas.

vestido-de-noiva-de-ana-filme-cinquente-sombras-li

337167.jpg

 Vimos um Christian mais fofinho, bem diferente dos outros filmes.

Depois temos também uma Anastasia muito diferente, bem mais mulher, mais segura de si mais bonita até.

Temos algumas cenas de ação e parece-me um filme que não desilude em relação ao livro, parece-me até melhor que o próprio livro.

Adorei o inicio, a montagem da lua de mel está super bonita e com a música perfeita a acompanhar.

E o final? Se por um momento estava prestes a desiludir-me depois de esperar uns minutos(não saiam logo do cinema) lá acabou de uma maneira que eu achei bem bonita e fiel ao livro.

E a banda sonora continua a não desiludir.

mgid_arc_content_mtv.jpg

 

 

26
Fev18

Movie Review | Get Out

Teaser_poster_for_2017_film_Get_Out.png

 

Tenho este post aqui guardado nos rascunhos há semanas à espera para ser publicado, só com a sua nomeação recente para os Óscares é que me lembrei de o publicar.

A verdade é que mesmo quando o filme saiu não senti grande curiosidade para o ver mas o meu namorado estava com muita vontade de ver o filme então lá acabamos por o fazer.

A historia como muitos de vocês já devem saber é sobre um jovem negro que namora uma rapariga branca e que vai um fim de semana visitar os pais da rapariga.

É aqui que a coisa se complica, a família da rapariga é super estranha e só tem pessoas negras a trabalhar em casa deles e estas parecem ainda mais estranhas.

Ao longo do filme os acontecimentos vão ficando cada vez mais estranhos e o final é bem diferente.

Não posso dizer que tenha sido um filme que tenha ido para a minha lista de favoritos mas também não o considero um mau filme, sendo assim considero a nomeação para óscar de melhor filme um bocado exagerada.

E vocês o que acham?

 

 

24
Out17

Movie Review | Flatliners

flatliners-poster (1).jpg

Sou super fã da Nina Dobrev então quando ela começou a promover este filme lá pelo instagram fiquei logo com vontade de o ir ver.

Mal  estreou lá fui eu mais o namorado, fiquei super contente pois a sala de cinema estava praticamente vazia então vi o filme em paz e sossego.

O filme como já devem saber conta a historia de um grupo de estudantes de medicina que decide submeter-se a uma experiência de quase morte para tentar perceber o que acontece depois de morrermos.

A iniciativa parte de Courtney que vive atormentada por coisas que viveu no passado e vive obcecada por perceber o que  acontece quando morremos, mesmo que temporariamente.

Direta e indiretamente acaba por arrastar mais quatro colegas nesta viagem.

Cada um deles vai tendo a sua experiência que embora diferente provoca uma espécie de assombração  para cada um deles.

Essa assombração parece ser derivada dos pecados que eles cometeram, erros do passado que voltam para assombra-los.

MV5BMTgwMzE4MTY0NV5BMl5BanBnXkFtZTgwNzIyMzE2MjI@._

 Achei interessante, pensei que quando eles passaram mesmo que temporariamente para o "outro lado" quando regressassem trariam uma entidade demoníaca que nada tivesse a ver com eles e no entanto isso não aconteceu, foram os erros cometidos no passado que acabaram por os assombrar, para mim acaba por ser diferente do que costumamos ver neste tipo de filme.

No final temos ainda uma importante lição, sobre como reconhecermos os nossos erros e fazermos o que está ao nosso alcance para os corrigir é importante.

Acho que é um bom filme, tem uma historia diferente, interessante, uma boa fotografia e eu gostei bastante da forma como tudo isto foi passado para o grande ecrã.

 

06
Set17

Moview Review | Ratter

large (22).jpg

Desde que o namorado instalou o Popcorn no meu portátil que eu fiquei viciada naquilo, tenho visto imensos filmes e series por lá.

Um dia destes estava eu sem ter grande coisa para fazer e decidi ir ver um filme, andava à procura de qualquer coisa quando dei com este.

Chamou-me a atenção quando vi a Ashley Benson na capa, querida Hanna de pretty Little Liars.

Mais pela atriz decidi ver este filme.

Pareceu-me logo aqueles filmes de terror de baixo orçamento.

O filme é sobre uma jovem que se muda para Nova Iorque para estudar e que vive sozinha num apartamento alugado.

gallery-1452101894-movies-ratter.png

Ela lá vai vivendo a sua vida, conhecendo pessoas, fazendo amizades até que começa a notar numas pequenas coisas que lhe vão acontecendo, começa com o computador, mensagens enigmáticas até que as coisas vão aumentando.

O que lhe acontece é que um hacker/psicopata consegue entrar nos vários dispositivos eletrotécnicos, como o telemóvel e o computador, a partir dai consegue descobrir quase tudo sobre a sua vida.

Ele vai desenvolvendo uma obsessão por ela e começa por a ir observando até que chega mesmo ao ponto de entrar em casa dela.

A maneira como o filme foi filmado é muito engraçada, o que nos vemos, vemos dá perspetiva das câmaras que ela tem no telemóvel e no computador, ou seja, vemos as coisas da perspetiva da pessoa que a esta a observar.

Este filme para mim foi assustador, pensar que aquilo pode acontecer connosco é de deixar uma pessoa paranoica, a forma como expomos a nossa vida na Internet é uma coisa que pode muito facilmente ser usada contra nos.

E o filme para mim tem um bocado essa intenção, ser um abre olhos para a forma como  tecnologia pode ser usada para nos fazer mal.

O filme para mim foi muito bem conseguido, passamos grande parte do filme em pânico, a forma como o hacker/psicopata vai atormentando a rapariga acaba por nos deixar a nos atormentados,a  forma como a perseguição vai escalando até chegar aquele momento final é perturbador.

O meu namorado apesar de ter gostado do filme ficou desiludido com o final, eu achei que foi completamente adequado e acabou por dar outra profundidade ao filme.

RATTERDVDFEAT.jpg

 Gostei muito, alguém por ai já viu?

 

13
Fev17

Movie Review | As Cinquenta Sombras Mais Negras

5a92fc41b1161ff010a8d5a8903aecae3dcaef2b.jpg

 

Nesta ultima sexta-fera à noite lá fui ao cinema ver o tão aguardado "Cinquenta Sombras mais Negras".

Quem por aqui anda há uns tempos sabe que eu sou fã dos livros e também dos filmes.

Não ando por ai a dizer que são os melhores livros que já li, ou os melhores filmes que já vi na vida mas a verdade é que não sou da opinião que são o lixo literário/cinematográfico que muitos intelectuais e entendidos no assunto dizem que são.

São livros com uma historia que pode ou não ser do agrado de algum publico, com falhas, com pontos altos, pontos baixos, temas que não nos interessam, mas não acontece o mesmo com uma quantidade infindável de filmes e livros?

Não gostamos todos do mesmo e isso é normal, é positivo, o que acho negativo é esta onda de criticas negativas, pouco fundamentadas que muita gente parece fazer sobre um (três) livros que não leu e dois filmes que não viram. 

O que acho engraçado é que muitas vezes estas criticas parecem vir de pessoas que leem muito, que até tem um nível intelectual, pensa-se que elevado e depois comentam de forma brutalmente negativa aquilo que desconhecem, que não viram.

Já para não falar naqueles que até gostaram mas como fica mal o melhor é alinharem com os outros e dizerem que não gostam.

Constato que  parece que existe um certo "bulling" em volta das pessoas que gostam deste fenómeno, como se ler um livro destes não fosse sequer considerado ler, ou se quem lê um livro destes não percebe nada de livros.

Se esta serie de livros por um lado atraiu imensos fãs, por outro trouxe à baila uma quantidade de gente que odeia o filme por razões que a própria razão desconhece.

Voltando ao filme, ele retoma do ponto em que Anastasia começa a trabalhar e Christian lá se decidi a ir atrás dela.

Christian neste filme volta mais meigo, mais sensível, mas ainda autoritário, querendo ser sempre dominante, mas percebe que lá terá que mudar uma ou outra coisa para ficar com a sua Ana.

Anastasia pareceu-me menos inocente e ingénua e mais forte.

Quem vai ver o filme a espera de ver cenas tórridas de sexo vai sair bastante desiludido, a mim pareceu-me que este filme tem menos cenas de sexo que o primeiro o que para mim só prova que realmente este filme não é sobre sexo, violência e dominação de um homem sobre uma mulher, é sobre muito mais que isso e é preciso ter mente aberta e ver mais que isso.

Eu confesso que gostei bastante, não estava à espera de outra coisa, e fico feliz por não ter que esperar mais dois anos para ver o terceiro e para já, o ultimo filme da saga.

 

 

 

06
Fev17

Movie Review | Fragmentado

default.jpg

 

Fui ao cinema no fim de semana passado ver este filme que já queria ver desde que vi o trailer pela primeira vez.

Adoro thrilers psicológicos ainda mais quando se baseiam em personagens que sofrem de uma qualquer doença mental, não sei mas para mim parece que lhes confere uma certa veracidade.

Kevin é um homem onde habitam 23 personalidades distintas, todas muito distintas uma das outras se por um lado umas dessas personalidades são inofensivas outras demonstram uma capacidade para fazer coisas terríveis.

maxresdefault.jpg

É uma dessas personalidades que leva Kevin a raptar três jovens deixando-as em cativeiro, guardando-as para uma nova identidade a 24ª.

O filme é muito bem estruturado, apesar de se situar entre o Thriller e o terror chega a nos fazer rir em determinados momentos.

O filme mostra-nos a brutalidade de uma doença mental e para mim foi impossível não sentir pena do Kevin que devia ser a única pessoa a"habitar" naquele corpo.newg_3.jpg

O filme alia a parte psicológica da coisa, mostra-nos uma pessoa que sofre de um transtorno de personalidade múltipla e ao mesmo tempo revela-nos uma parte meio sobrenatural que nos mostra que este individuo poderá ser capaz de coisas impensáveis.

Os protagonistas James McAvoy e Anya Taylor-Joy fazem um trabalho brilhante, principalmente James McAvoy que consegue nos mostrar as diferentes identidades do seu personagem com uma mestria incrível, as vezes chega a ser assustador.

Anya Taylor-Joy também demonstra ser uma atriz com um potencial a ter em conta.

Gostei bastante.

 

 

 

26
Jan17

Movie Review | Lights Out

Lights_Out_2016_poster.jpg

 

Sinopse:

Quando Rebecca saiu de casa, ela julgou que tinha deixado os seus medos de infância para trás. Durante toda a sua vida, nunca teve realmente certeza do que era, ou não, verdadeiro assim que as luzes se apagavam… e agora o seu irmão mais novo, Martin, está a viver os mesmos inexplicáveis e aterradores episódios, que outrora testaram a sua sanidade e ameaçaram a sua segurança. Uma entidade assustadora, com uma misteriosa ligação à mãe dos irmãos, Sophie, reaparece. Assim, à medida que Rebecca aprofunda a investigação e chega mais perto de desvendar a verdade, as suas vidas passam a estar em perigo… assim que as luzes se apagam.
 
 
Mais um filme de terror, este para quem tem medo do escuro.
Apesar de ter como tema o medo do escuro, um medo que até é muito normal que muitos sintam, este filme não provoca em nos esse medo.
Eu que já vi inúmeros filmes de terror considero este um pouco "fraquinho", é um bom filme para os amantes do género mas não é assim um filme que realmente nos assuste e nos deixe a pensar naquilo ao ponto de estarmos em casa e sentirmos um certo medo.
Mesmo assim, não é um mau filme.

 

16
Jan17

Movie Review | Animais Noturnos

057635.jpg

Sinopse

Susan (Amy Adams) é uma negociante de arte que se sente cada vez mais isolada do parceiro (Armie Hammer). Um dia, ela recebe um manuscrito de autoria de Edward (Jake Gylenhaal), seu primeiro marido. Por sua vez, o trágico livro acompanha o personagem Tony Hastings, um homem que leva sua esposa (Isla Fisher) e filha (Ellie Bamber) para tirar férias, mas o passeio toma um rumo violento ao cruzar o caminho de uma gangue. Durante a tensa leitura, Susan pensa sobre as razões de ter recebido o texto, descobre verdades dolorosas sobre si mesma e relembra traumas de seu relacionamento fracassado.

 

 Inicialmente este filme não me causou grande entusiasmo, mas depois de todas as criticas que li sobre o filme fiquei cheia de vontade de o ver.

Como já todos sabemos este filme chega-nos pela mão de Tom Ford, famoso designer que volta agora ao cinema depois do sucesso de "A Single Man".

O filme é assim uma coisa brutal, diferente de tudo o que vi até agora.

É um filme bonito, tem imagens fantásticas, a fotografia é perfeita,e esta muito, muito bom.

Um filme que vale muito a pena ver

28
Dez16

Movie Review | Nem respires

dont_breathe_ver4_xlg.jpg

Sinopse

Três criminosos de Detroit ganham a vida a assaltar casas cuja segurança é garantida pela empresa do pai de um deles. Um dia, recebem uma dica de que a casa de um velho veterano num bairro pobre da cidade está cheia de dinheiro que ele recebeu quando uma senhora rica matou a sua filha num acidente de viação. Quando vão vigiar a casa para tratar do assalto, descobrem que ele é cego e pensam que, por isso, a tarefa deles está muito facilitada. Nada mais errado: tudo corre muito pior do que aquilo que esperavam. Um filme de terror que fez furor nos Estados Unidos e é a segunda obra de Fede Alvarez, realizador uruguaio que se estreou em 2013 com o "remake" de "Evil Dead", de Sam Raimi, sendo este último também produtor de "Nem Respires".

 

Andava para ver este filme há imenso tempo mas depois o tempo foi passando e acabou por sair do cinema.

Na semana passada estava a dar uma vista de olhos pelos vários sites de filmes e series e lá descobri este filme e resolvi ver com o namorado.

É um filme de terror bem diferente, o que começa por ser um assalto que parecia fácil, depressa se transforma num pesadelo que acaba por revelar muito segredos.

Gosto deste género de filmes de terror que começa por parecer ser uma coisa e depois transforma-se numa bem diferente.

 

 

 

12
Dez16

Movie Review | Shut in | Reféns do medo

070694.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

 

Fui ver este filme na semana passada com o moço, quem por aqui me segue já sabe que eu sou super fã de filmes de terror, então este foi logo a escolha óbvia.

O filme conta com Naomi Watts e o pequeno Jacob de " O Quarto" quem se lembra?

O filme começa com a ida do enteado de Mary para uma escola de correção por mau comportamento, o rapaz vai obviamente contrariado e na viagem de carro com o pai acaba por provocar um acidente que provoca a morte do pai e o deixa tetraplégico, sem conseguir comer e sem conseguir dizer uma palavra.

Mary que é uma psicologia infantil, ao mesmo tempo que cuida do enteado, vai trabalhando com algumas crianças e adolescentes, destacando-se aqui o pequeno Tom que acaba por desaparecer, sendo depois declarado morto.

Mary começa a ter visões de Tom o que a faz acreditar que ele esta vivo ou então a assombra-la.

O filme é muito bem construido, cheio de surpresas, leva-nos a crer numa coisa e depois revela-se outra, e ainda nos provoca uns valentes sustos.

Eu que sou fã do género gostei bastante. 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Ana has read 5 books toward their goal of 60 books.
hide

A Ler

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D