Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

18
Abr18

Livro # 10 | A rapariga mais sortuda do mundo

250x.jpg

Sinopse

A vida perfeita de Ani é uma perfeita mentira... Ani FaNelli tem tudo: um emprego glamoroso, um invejável guarda-roupa, um noivo perfeito e muito rico. 

Mas Ani tem um segredo inquietante. Por trás desta fachada de sucesso, um doloroso acontecimento persegue-a desde a adolescência, quando ainda frequentava a prestigiada escola de Bradley, Pensilvânia: uma traumática humilhação pública com implicações que, se forem reveladas, poderão arruinar para sempre a vida que ela, com muito custo, teve de reinventar. 

Romper o silêncio sobre o passado irá desmoronar a sua vida ou libertá-la de vez?

Um thriller psicológico mordaz, intenso e cheio de mistérios que agarra os leitores até à última página e que explora temas como a identidade, a violência sexual, o amor e o que significa ser mulher. Uma leitura imperdível que não deixará ninguém indiferente.

 

Andava há imenso tempo ansiosa por ler este livro, o facto de ser autobiográfico, a historia contada no livro é baseada em acontecimentos reais que aconteceram à autora deixou-me ainda mais curiosa.

O livro conta-nos a historia de Ani uma jovem que tem um bom cargo numa revista de moda, é bonita, tem um noivo rico e bonito, aparentemente tem a vida perfeita e no entanto não tem.

Aconteceram-lhe imensas coisas quando ela era jovem que a marcaram profundamente e que acredito influenciaram a sua maneira de ser e a maneira como ela encara a vida.

Confesso que neste livro o que me impressionou mais nem foi o que lhe aconteceu mas como ela ficou depois disso.

Uma coisa que está presente em todo o livro é a personalidade de Ani, uma pessoa muitas vezes não sabe se sente pena pelo que lhe aconteceu ou se uma pessoa se revolta com aquela maneira de ser bizarra, é um livro que provoca mixed-feellings numa pessoa.

Depois o final não me impressionou, pelo contrario deixou-me até um bocado desiludida.

Sendo assim, não é um mau livro, tem todos os ingredientes para ser um bom livro e acaba por ser um livro intenso mas a mim deixou-me com a sensação de que faltava mais qualquer coisa.

E por ai? Alguém já leu?

 

 

 

10
Abr18

Livro # 9 | A Rapariga de Antes

250x (4).jpg

 Sinopse

«Por favor, faça uma lista de todos os bens que considera essenciais na sua vida.»

O pedido parece estranho, até intrusivo. É a primeira pergunta de um questionário de candidatura a uma casa perfeita, a casa dos sonhos de qualquer um, acessível a muito poucos. Para as duas mulheres que respondem ao questionário, as consequências são devastadoras.

EMMA: A tentar recuperar do final traumático de um relacionamento, Emma procura um novo lugar para viver. Mas nenhum dos apartamentos que vê é acessível ou suficientemente seguro. Até que conhece a casa que fica no n.º 1 de Folgate Street. É uma obra-prima da arquitetura: desenho minimalista, pedra clara, muita luz e tetos altos. Mas existem regras. O arquiteto que projetou a casa mantém o controlo total sobre os inquilinos: não são permitidos livros, almofadas, fotografias ou objetos pessoais de qualquer tipo. O espaço está destinado a transformar o seu ocupante, e é precisamente o que faz…

JANE:Depois de uma tragédia pessoal, Jane precisa de um novo começo. Quando encontra o n.º 1 de Folgate Street, é instantaneamente atraída para o espaço —e para o seu sedutor, mas distante e enigmático, criador. É uma casa espetacular. Elegante, minimalista. Tudo nela é bom gosto e serenidade. Exatamente o lugar que Jane procurava para começar do zero e ser feliz.
Depois de se mudar, Jane sabe da morte inesperada do inquilino anterior, uma mulher semelhante a Jane em idade e aparência. Enquanto tenta descobrir o que realmente aconteceu, Jane repete involuntariamente os mesmos padrões, faz as mesmas escolhas e experimenta o mesmo terror que A Rapariga de Antes.

 

Andava com este livro na cabeça há imenso tempo, desde que lhe consegui por as mãos em cima peguei logo nele e comecei a leitura.

É um livro viciante do principio ao fim.

Toda a historia gira à volta de Emma e Jane, a rapariga de antes e a rapariga de hoje.

Duas jovens ligadas pelo simples facto de que ambas viveram na mesma casa, Emma no passado, Jane atualmente, casa essa que pertence a um arquiteto excêntrico que parece só aceitar mulheres parecidas com a sua mulher que já morreu, para viver naquela casa.

Para puderem viver na casa ambas tiveram que seguir regras bem rígidas e até bastante estranhas.

Este livro é bastante diferente, gostei da forma como a historia é contada tanto por Emma como por Jane.

O livro tem personagens ricas, as protagonistas femininas revelam ambas algumas fragilidades, algumas tendências para repetir os mesmos padrões mas por outro lado são também mulheres fortes.

Os personagens masculinos tem também personalidades muito peculiares, cada um à sua maneira.

Gostei bastante deste livro e acho que é um thriller bem interessante.

 

03
Abr18

Livro # 8 | O Jardim das Borboletas

IMG_20170927_220708.jpg

Sinopse

Perto de uma mansão isolada, encontra-se um jardim com flores exuberantes, árvores frondosas e... uma coleção de preciosas borboletas: jovens mulheres sequestradas e tatuadas para se parecerem com esses belos insectos. 
Quando o jardim é descoberto pela Polícia, Maya, uma das vítimas, ainda se encontra em choque e o seu relato está cheio de fragmentos de episódios arrepiantes, no limite da credibilidade. 
O que esconderão as suas meias palavras?

 

Andava tão entusiasmada para ler este livro, fiquei super interessada nele desde a primeira vez que ouvi falar nele.

Estava parado há imenso tempo na estante à espera da altura ideal para ser lido, o que aconteceu no mês passado.

Este livro conta a historia de uma jovem que esteve presa, sequestrada durante imenso tempo, num jardim de borboletas, borboletas humanas, raparigas que foram raptadas e depois tatuadas para se parecerem com borboletas.

Foram raptadas por um homem a que chamam jardineiro.

Só isto já parece suficiente para o livro ser bem macabro mas a verdade é que não achei isso, a forma como a historia é contada deixa-nos perplexos, incomodados com tudo o que o jardineiro e os filhos fazem a estas jovens mas ao mesmo tempo provoca sensações diferentes.

O facto do jardineiro lhes proporcionar todas as condições necessárias à sobrevivência, da-lhes acesso a varias coisas que elas gostam e que supostamente fariam com que fossem mais felizes ali é que é para mim macabro, na cabeça dele ele faz-las felizes.

Só que a suposta felicidade delas não dura muito pois no jardim as borboletas tem o seu prazo de validade.

Gostei de muitas coisas neste livro mas das principais foi ver que no jardim todas as borboletas se apoiam, podem existir desentendimentos  entre elas, gostarem mais de umas que de outras mas no final ajudam-se umas as outras e essa é uma mensagem que eu gosto sempre de ver passada por ai, que apesar das diferenças que possam existir entre elas as mulheres apoiam-se.

Gostei também do facto do livro começar com o interrogatório de Maya no FBI e nos vamos conhecendo todos os pormenores à medida que o livro vai avançando e no final temos sempre o fator surpresa.

É um livro muito, muito bom, super recomendo principalmente para os fãs de thrillers.

 

27
Mar18

Livro # 7 | Sobrevive

350x.jpg

 Sinopse

No começo, eram doze.

Quando Zoo aceitou participar num programa de televisão, ela julgava que se tratava de um reality show. Sabia que ia ser testada até aos seus limites para bater os outros onze concorrentes em provas de sobrevivência, mas achou que valeria a pena. Depois das câmaras e dos desafios voltaria para casa, para formar uma família.

Mas o jogo parece não ter fim.
Conforme os concorrentes vão quebrando, física ou psicologicamente, Zoo começa a questionar-se sobre a crescente dificuldade das provas. Pouco depois, dá por si sozinha. Todos os outros concorrentes desaparecem. As cidades vazias, os cenários grotescos. Porque é que o programa não acaba?

Descobrir a verdade é o princípio.
O que estará a acontecer longe do olhar das câmaras? Zoo precisa de descobrir, e, acima de tudo, precisa de encontrar o caminho para casa de forma a retomar uma vida interrompida.

 

Este foi daqueles livros que encontrei em destaque na biblioteca e lá decidi que viria comigo para casa, a sinopse chamou-me a atenção e achei que ia realmente gostar dele.

Não foi bem assim que aconteceu depois de começar a ler, logo de inicio não gostei da escrita da autora, depois não gostei do desenvolvimento da própria historia, é muito parado e não me despertou qualquer interesse.

Fui lendo na expectativa que a coisa me entusiasma-se mais, mas na verdade nunca aconteceu, foi assim daqueles livros que me custou imenso a ler.

Alguém por ai já leu?

 

23
Mar18

Livro # 6 | Os Diários Secretos

250x (3).jpg

 

Sinopse

O verão está a chegar ao fim e a escritora Erica Falk regressa ao trabalho depois de gozar a licença de maternidade. Agora cabe ao marido, o inspetor Patrik Hedström, tratar da pequena Maja. Mas o crime não dá tréguas, nem sequer na tranquila cidade de Fjällbacka e, quando dois adolescentes descobrem o cadáver de Erik Frankel, Patrik terá de conciliar os cuidados à filha com a investigação do homicídio deste historiador especializado na Segunda Guerra Mundial. Recentemente, Erica fez uma surpreendente descoberta: encontrou os diários da mãe, com quem teve um relacionamento difícil, junto a uma antiga medalha nazi. Mas o mais inquietante é que, pouco antes da morte do historiador, Erica tinha ido a casa dele para obter informações sobre a medalha. Será que a sua visita desencadeou os acontecimentos que levaram à sua morte? E estará Erica preparada para conhecer os segredos dos diários da mãe? Camilla Läckberg combina com mestria uma história contemporânea com a vida de uma jovem na Suécia dos anos 1940. Com recurso a numerosos flashbacks, a autora leva-nos a descobrir o obscuro passado da família de Erica Falk.

 

 Depois de terminar o ultimo livro de Camilla Lackberg fiquei em pulgas para ler o livro seguinte então mal tive oportunidade fui busca-lo à biblioteca.

Este livro está dividido entre o presente, em que vemos a nova rotina familiar de Erika que está de volta ao trabalho, empenhada na escrita do seu novo livro, ao mesmo tempo que está curiosa em relação aos diários da mãe.

Temos depois Patrick que está agora de licença de maternidade e a dar os primeiros passos a cuidar a tempo inteiro de Maja ainda sem conseguir desligar-se totalmente do trabalho.

Depois a autora regressa um pouco ao passado, à juventude da mãe de Erika e vai explorando um pouco a sua adolescência em plena 2ª Guerra Mundial.

Este livro é de todos o que mais explora o passado familiar de Erika, é um livro mais focado na sua personagem  assim como na sua família.

Talvez por isso foi dos meus preferidos, gostei da forma como autora explorou o passado de Erika abordando também um pouco da historia da Suécia nos anos 40.

Resultou num livro muito bom que eu super recomendo.

14
Mar18

Livro # 5 | 9 de Novembro

250x (2).jpg 

Sinopse

 

A história de um amor capaz de curar e renovar a vida. O dia 9 de novembro No último dia de Fallon em Los Angeles, a sua vida cruza-se com a de Ben e os dois apaixonam-se perdidamente. A química que os une é tão forte e incontrolável que, apesar de Fallon estar a caminho de Nova Iorque, os dois prometem encontrar-se novamente. Os reencontros Durante cinco anos, sempre no dia 9 de novembro, Fallon e Ben encontram-se para construírem a sua história de amor, entre as várias relações e atribulações das suas vidas separadas. Apesar de só estarem juntos uma vez por ano, os dois envolvem-se cada vez mais e partilham um amor pleno de entrega, paixão e intensidade, capaz de os transformar e de sarar cicatrizes profundas. Cinco anos depois Fallon descobre que Ben carregou um enorme segredo durante cinco anos. O choque e a desilusão tomam conta do coração da jovem, devastada com a possibilidade de tudo ter sido uma farsa. Estarão os dois preparados para aceitar que as histórias de amor nem sempre têm um final feliz? Ou será Fallon capaz de perdoar o homem que ama? O passado, o presente e o futuro cruzam-se num livro arrebatador e envolvente.

 

Normalmente não sou muito fã destes livros mais na onda do young adult, costumo gostar de livros com personagens assim mais da minha idade vá, mas a Colleen Hoover tem sempre este efeito em mim, acaba por me fazer apaixonar pelos seus livros.

Com este não foi diferente, conta-nos a historia de Fallon uma jovem marcada por um traumático incêndio que quase lhe tirou a vida e que vive sentindo-se  insegura com a sua aparência, isto até conhecer Ben.

Fallon conhece Ben no aniversário do incêndio, num café enquanto o seu pai estava a ser bastante desagradável, Ben defende Fallon e acabam por sair juntos do café e começam aqui a desenvolver um sentimento mais forte que a amizade.

Como Fallon está de mudanças para Nova Iorque, eles combinam se encontrar todos os anos a cada dia 9 de Novembro.

Para muitos isto pode parecer romântico, para mim parece-me só uma perda de tempo e foi das poucas coisas que não consegui compreender no livro.

Por trás desta historia temos muitos mistérios e algum drama à mistura que dão uma profundidade  muito grande ao livro.

Eu gostei bastante, por ai alguém já leu?

 

 

01
Mar18

Livro # 4 | Os segredos que guardamos

250x (1).jpg

 

Sinopse

Um dos livros mais vendidos em 2016. Aimee Tierney é uma chefe de cozinha que descobriu a receita perfeita para a vida perfeita: casar com o amor da sua vida, formar uma família e ficar com o restaurante dos seus pais. Mas quando o seu noivo desaparece num acidente de barco, o seu futuro bem arquitetado afunda-se com ele.
Enquanto Aimee luta para reconstruir a sua vida, questiona-se cada vez mais quanto ao desaparecimento de James. 

Uma história sobre a devastação da perda e as repercussões da descoberta da verdade sobre aqueles que nos são mais queridos.

 

Encontrei este livro por acaso na biblioteca e a capa chamou-me a atenção, decidi então que faria parte das minhas próximas leituras.

Este livro conta-nos a historia de Aimee uma jovem que  de um momento para o outro vê a sua vida perfeita se desmoronar quando o noivo desaparece e é  encontrado morto passados alguns meses.

No dia do funeral, que iria ser o  dia do seu casamento as dúvidas sobre a morte de James são plantadas na sua mente por uma vidente que aparece no funeral e lhe diz que James está vivo.

Embora não acredite totalmente há uma parte dela que vive com essa dúvida.

Aimee vai superando a sua perda, vai avançando com a sua vida, realiza o sonho de ter o seu próprio restaurante, conhece alguém pelo qual vai desenvolvendo sentimentos mas nunca esquece James.

Quando a probabilidade de ele estar vivo se torna muito real Aimee vai partir numa viagem para descobrir todos os segredos que esta historia esconde.

É um livro fantástico este, com uma história muito boa, muito bem desenvolvido e que nos surpreende a cada instante.

Super recomendo.

 

22
Fev18

Livro # 3 | Ligações Perigosas

250x.jpg

Sinopse
 

Crawford Hunt acabou de preparar o quarto novo da filha. Em tons de rosa, a cor preferida de Georgia. No dia seguinte, se tudo correr bem em tribunal, a sua menina voltará para casa depois de quatro anos de ausência.
Após a morte da mulher, Crawford - ranger de profissão - mergulhou numa profunda depressão. Mas desde então fez tudo ao seu alcance para dar a volta por cima. O seu destino encontra-se agora nas mãos da juíza Holly Spencer.

Porém, tudo aquilo que ele conseguiu com tanto esforço vai ser posto à prova na sala de audiências, quando um homem armado dispara contra Holly. Instintivamente, o ranger protege-a. Não podia saber que estava a pôr em causa o seu futuro com Georgia… pois, por um lado, acaba de mergulhar num mistério do qual dificilmente sairá ileso. Por outro, vai comprometer a própria Holly. A juíza faz tudo para reprimir os seus sentimentos, mas revela-se incapaz de negar a surpreendente - e altamente inapropriada - atração que sente pelo ranger.

Sob o peso de tamanha responsabilidade, Crawford sente o seu mundo descarrilar de novo. Não pode perder a filha… mas para poder recuperar a sua vida de outrora, precisa desesperadamente de pôr fim a uma situação impossível.

 

Já li alguns livros de Sandra Brown e confesso que gosto bem dos seus livros, acho que ela trabalha muito bem aquela mistura entre romance e suspense.

Este livro não é diferente, começa com uma espécie de atentado contra a Juíza Holly que é salva por Crawford que só por acaso é um pai que tenta recuperar a custodia da sua filha e cuja decisão está a cargo de Holly.

Depressa a química entre os dois vai-se acentuando e a relação deles vai evoluindo.

Por outro lado a historia vai-se desenvolvendo sempre com muito mistério.

Apesar de não entrar para o meu top de melhores livros de sempre é um bom livro e proporciona um bom momento de leitura.

 

 

 

06
Fev18

Livro # 2 | Ave de mau agoiro

500_9789722048095_ave_de_mau_agoiro.jpg

Sinopse

 Um trágico acidente de viação. Uma vítima mortal. Patrick Hedström é chamado ao local do acidente para tomar conta da ocorrência enquanto os habitantes de Tanumshede se concentram num evento sem precedentes na pequena localidade: é ali que vão decorrer as filmagens de um Reality Show televisivo que já fez sucesso noutras pequenas cidades da Suécia. Uma oportunidade única para promover a região.

Ao mesmo tempo que Patrick Hedström tenta resolver o enigma que resultou do acidente de viação, as câmaras captam cada movimento dos participantes do programa televisivo, jovens problemáticos e irreverentes cuja convivência se torna mais difícil a cada momento, aproximando-se rapidamente do ponto de rutura. Quando uma festa termina com a morte de um dos concorrentes que se tornou particularmente impopular, os colegas e a equipa de produção passam a ser os suspeitos óbvios. Haverá um assassino entre eles?
Enquanto o país segue comunicação social, Patrick Hedström enfrenta a investigação mais difícil da sua carreira.

 

Como os anteriores livros de Camila Lackberg este foca-se em vários pontos diferentes.

Começamos por ter um acidente de carro que depressa passa a uma investigação de homicídio ao mesmo tempo que vamos conhecendo os detalhes do casamento de Erika e Patrick que acontecerá brevemente.

Os acontecimentos do livro anterior referentes a Ana são aqui também abordados, assim como as dificuldades que ela enfrentou e ainda enfrenta.

Como os anteriores este continua a ser um livro com muitos mistérios, suspense, cheio de surpresas e que sempre provoca em mim uma vontade de ler sem parar.

 

 

31
Jan18

Livro # 1 | Nem tudo será esquecido

Liv01040650_f.jpg

Sinopse

Na pacata cidade de Fairview, no Conneticut, a vida parecia perfeita até à noite em que um acontecimento trágico chocou a comunidade. Jenny Kramer, uma adolescente com quinze anos, é brutalmente violada depois de sair de uma festa. Os médicos decidem administrar-lhe um fármaco usado nos casos de patologias de stress pós-traumático, eliminando as memórias do incidente. Contudo, nos meses seguintes, Jenny é surpreendida com sensações que a fragilizam psicologicamente, levando-a a tentar o suicídio.
O pai, Tom, está determinado a descobrir o culpado e fazer justiça. A mãe, Charlotte, age como se nada tivesse acontecido. Os pais de Jenny procuram a ajuda do psiquiatra, Alan Forrester. Nisto, o seu casamento é posto à prova, revelando segredos e fragilidades, bem como a teia que une toda a comunidade.
Afinal, todos têm algo que não desejam revelar e a busca pelo violador conduz a um thriller psicológico com um desfecho inesperado e perturbante.

 

Este é daqueles livros que nos deixam a pensar.

A historia é a de uma jovem de quinze anos que é brutalmente assassinada quando sai de uma festa.

Numa tentativa desesperada de "tentar" apagar aquela memoria infeliz da cabeça da filha os pais da jovem decidem fazer uso de um fármaco  usado em casos de stress pós traumático que tem como objetivo "apagar" as memorias traumáticas.

A principio tudo bem, Jenny parece não ter qualquer memoria do que se passou mas o facto de saber o que lhe aconteceu e não se lembrar acaba por ser bem pior pois não lhe permite processar o que aconteceu.

O pai que não concordou com a aplicação deste fármaco sente-se frustrado por a filha não conseguir se lembrar de nada nem ajudar a apanhar a pessoa que lhe fez mal, enquanto isso a mãe de Jenny parece fazer de conta que não se passou nada.

É neste sentido que procuram a ajuda de Alan Forrester, um psiquiatra que promete fazer tudo para trazer as memorias de Jenny de volta.

O livro é bem interessante e viciante, ficamos com vontade de ler mais e mais de modo a percebermos o que se passou,o que só acontece lá no fim e na minha opinião desilude um bocado.

É interessante ver como todas as partes reagem a um acontecimento destes, todos reagem de forma diferente e principalmente os pais muitas vezes acabam prejudicando a filha mesmo sem querer.

Por outro lado temos o próprio psiquiatra a contar a sua própria historia que acaba por nos levar por outros caminhos.

É um livro bastante interessante e que me deixa curiosa para ver o que a autora irá desenvolver nos próximos tempos.

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Ana has read 5 books toward their goal of 60 books.
hide

A Ler

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D