Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Qua | 19.08.15

Pérolas no emprego # 5

Na semana passada estava eu a iniciar o meu trabalho, estava a atender um casal que vinha com um carrinho mais ou menos cheio, atras desse casal estava um homem com uma rapariga.

Esse homem trabalhava lá no shopping, consegui identifica-lo pela roupa que trazia e alem disso trazia o seu cartão e identificação da loja.

Reparei que o homem estava com cara de poucos amigos mas ignorei e comecei então a atender o tal casal que estava à frente.

A senhora estava a colocar os produtos no tapete e o homem a arrumar nos sacos, foi um processo até bastante rápido mas durante todo o tempo que a senhora estava a colocar as suas compras no tapete o homem que estava atras dela não parou de mandar bocas, coisas do tipo; “ A serio?” “Mais coisas?” “ Mas esta gente quer levar a loja toda?” “ Mas quem é que precisa de tantos temperos” “ Mas estão a brincar comigo? Mais leite?” O homem esteve todo o tempo nisto.

Quando a senhora acabou de colocar os produtos ele disse; “ Aleluia, estava a ver que este pessoal nunca mais se despachava”

A senhora comentou com o marido que o homem de trás estava sempre a reclamar mas o marido disse para ignorar.

A mim realmente apeteceu-me dizer-lhe alguma coisa, pareceu-me uma falta de respeito o homem estar sempre com aqueles comentários infelizes, num tom nada simpático.

Quando atendi disse-lhe boa tarde ao que ele me respondeu; “ Não tenho cartão poupa mais nem poupa menos, nem quero essa m**** dos sacos ou do contribuinte, quero é ir embora que já estou farto de estar há duas horas nesta fila”.

Eu fiquei tipo, ok o homem foi o segundo na fila, mal abri a caixa só atendi o tal casal que até foi bastante rápido, no máximo dos máximos esperou 5 minutos.

Cada vez mais, chego à fantástica conclusão que há muita gente besta à solta nos supermercados.

7 comentários

Comentar post