Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Qui | 19.07.18

Livro # 21 | Stalker

image (1).jpg

Sinopse

Um assassino em série aterroriza Estocolmo. Qual voyeurista, ele filma as suas presas, sempre mulheres, na intimidade das suas casas e depois coloca os vídeos no YouTube, enviando em simultâneo um link para o Departamento da Polícia Criminal. 

Quando a primeira mulher aparece morta, vítima de um brutal homicídio, a Polícia começa as suas investigações, mas os vídeos que se sucedem não permitem identificar os alvos. Desconfiando de que o marido da segunda vítima, Björn Kern, traumatizado após ter encontrado o corpo da mulher, detém informações cruciais que podem ajudar o caso, a Polícia decide pedir ajuda ao hipnotista Erik Maria Bark. No entanto, aquilo que Björn lhe conta leva Erik a mentir à Polícia. 

Se as luzes estiverem acesas, um stalker consegue ver a sua presa do lado de fora, mas, se estiverem apagadas, é impossível ver um stalker que já se encontre dentro de casa. Tranque as portas e corra as cortinas - os Lars Kepler regressaram com um novo thriller de cortar a respiração.

 

Que livro! Desde que comecei a ler Lars Kepler que andava ansiosa por chegar a este livro que até à bem pouco tempo era o ultimo da serie e finalmente lá cheguei.

E é tudo aquilo que eu imaginei e  ainda mais, é sem duvida o meu livro preferido de Lars Kepler até agora, lado a lado com O Homem da Areia que também é realmente espetacular.

Como o próprio nome indica o livro tem por base um Stalker que filma as suas vitimas, envia as imagens à policia que pouco ou nada podem fazer para descobrir quem é a pessoa nas imagens e quando descobrem apenas encontram um cadáver.

O facto do livro ter como tema principal um stalker, alguém que persegue uma pessoa, observa, invade a sua privacidade sem que ela dê conta é realmente perturbador, a descrição feita pelo autor dos momentos em que as vitimas estão a  ser observadas chega a provocar arrepios.

Dei por mim a fechar janelas, correr as persianas e pensar se não estaria também a ser observada por ninguém.

Para quem leu O Homem da Areia sabia que o final de Jooana Lima tinha ficado em aberto, neste livro percebemos o que aconteceu com o inspecionar o que é fantástico pois até pensei que ele nem fosse ser mencionado neste livro e temos também a volta de uma antiga personagem.

É realmente um livro, muito, muito bom, quem nunca leu Lars Kepler devia experimentar pois é muito bom e viciante.