Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Qua | 18.04.18

Livro # 10 | A rapariga mais sortuda do mundo

250x.jpg

Sinopse

A vida perfeita de Ani é uma perfeita mentira... Ani FaNelli tem tudo: um emprego glamoroso, um invejável guarda-roupa, um noivo perfeito e muito rico. 

Mas Ani tem um segredo inquietante. Por trás desta fachada de sucesso, um doloroso acontecimento persegue-a desde a adolescência, quando ainda frequentava a prestigiada escola de Bradley, Pensilvânia: uma traumática humilhação pública com implicações que, se forem reveladas, poderão arruinar para sempre a vida que ela, com muito custo, teve de reinventar. 

Romper o silêncio sobre o passado irá desmoronar a sua vida ou libertá-la de vez?

Um thriller psicológico mordaz, intenso e cheio de mistérios que agarra os leitores até à última página e que explora temas como a identidade, a violência sexual, o amor e o que significa ser mulher. Uma leitura imperdível que não deixará ninguém indiferente.

 

Andava há imenso tempo ansiosa por ler este livro, o facto de ser autobiográfico, a historia contada no livro é baseada em acontecimentos reais que aconteceram à autora deixou-me ainda mais curiosa.

O livro conta-nos a historia de Ani uma jovem que tem um bom cargo numa revista de moda, é bonita, tem um noivo rico e bonito, aparentemente tem a vida perfeita e no entanto não tem.

Aconteceram-lhe imensas coisas quando ela era jovem que a marcaram profundamente e que acredito influenciaram a sua maneira de ser e a maneira como ela encara a vida.

Confesso que neste livro o que me impressionou mais nem foi o que lhe aconteceu mas como ela ficou depois disso.

Uma coisa que está presente em todo o livro é a personalidade de Ani, uma pessoa muitas vezes não sabe se sente pena pelo que lhe aconteceu ou se uma pessoa se revolta com aquela maneira de ser bizarra, é um livro que provoca mixed-feellings numa pessoa.

Depois o final não me impressionou, pelo contrario deixou-me até um bocado desiludida.

Sendo assim, não é um mau livro, tem todos os ingredientes para ser um bom livro e acaba por ser um livro intenso mas a mim deixou-me com a sensação de que faltava mais qualquer coisa.

E por ai? Alguém já leu?