Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Sex | 28.07.17

Travel Planning | Inglaterra # 4 |10 Sítios que quero visitar em Londres

image.jpg

Imagino que Londres seja uma cidade imensa e cheia de sítios fantásticos para conhecer, eu tenho uma longa lista que sinceramente tenho duvidas que consiga ver tudo o que lá esta nos poucos dias que vou passar em Londres.

Deixo-vos aqui algumas das coisas que eu quero muito visitar.

timthumb.jpg

torre de londres.jpg

dsc_0733.jpg

 maxresdefault.jpg

QrgTFphi8ZVoaeJfqm5AiIrylXM.jpg

 

london-bigben-1500x850.jpg

36088-hyde-park-london-01.jpg

Catedral-de-St.-Paul-londres.jpg

Tower_of_London_April_20061.jpg

 

 

 

Sex | 28.07.17

Beauty Review | Made to Stay 24/h | Catrice

IMG_20170617_161134.jpg

 Ando há imenso tempo para falar desta base da Catrice, já é a terceira que uso da marca e sou cada vez mais fã das bases da marca.

Esta é uma base que promete longa duração, efeito mate e cobertura alta.

Em relação à cobertura esta é sim bem alta, cobre todas as minhas imperfeições, que ultimamente tem sido muitas, em breve farei um post mais detalhado sobre pele, principalmente pele oleosa com tendência acneica.

Mas voltando à base, esta cobre perfeitamente, sem deixar um aspeto demasiado pesado.Em relação ao acabamento em mim não fica nada mate, fica até um pouco luminoso e eu adoro este efeito então para mim é um ponto positivo.

Claro que com a ajuda de um pó é sempre possível deixar a pele com um efeito mate.

Em relação à duração, não sei se dura as 24h pois não fico com ela no rosto esse tempo todo, mas passo a base logo de manhã, fico fora de casa das 9h às 17h e quando chego a casa a pele ainda esta aceitável, claro que não esta perfeita mas com o calor que se tem feito sentir, a base tem tendência para desaparecer e ficar com aquele aspeto mais oleoso mais depressa, o que até acho normal pois com temperaturas de 38º acho que nenhuma base se aguenta.

Em dias mais frescos a base aguenta-se super bem, dura-me o dia todo sem problemas.

O preço é o normal das bases da Catrice, cerca de 7,90€

 

 

Qui | 27.07.17

Livro # 34 | O último minuto

IMG_20170716_150131.jpg

SINOPSE

Dawson Scott é um jornalista muito respeitado recentemente regressado do Afeganistão. Assombrado por tudo o que viveu, sofre de neurose de guerra, o que é uma ameaça para todos os aspetos da sua vida. Um dia recebe o telefonema de uma fonte dentro do FBI. Houve um novo desenvolvimento numa história que começou há quarenta anos. Poderá ser a GRANDE história da carreira de Dawson, na qual ele tem um interesse pessoal.
Em breve Dawson está a investigar o desaparecimento e alegado homicídio do ex-fuzileiro naval Jeremy Wesson, filho biológico do casal de terroristas que permanece na lista dos Mais Procurados do FBI.
Dawson dá então por si a gostar cada vez mais da ex-mulher de Wesson, Amelia, e dos seus dois filhos. Porém, quando a ama de Amelia aparece morta, o caso toma um novo rumo surpreendente, com o próprio Dawson a tornar-se suspeito. Assombrado pelos seus próprios demónios, Dawson inicia a perseguição dos famosos criminosos...e da verdade surpreendente e secreta sobre si próprio.

 

Este é já o terceiro livro de Sandra Brown que leio e confesso que gosto muito do estilo da autora.

Gosto que tenha mistério misturado com amor e que a historia se vá sempre desenvolvendo de uma forma muito interessante.

Este livro nas suas primeiras paginas não me prendeu, começou muito focado na personagem masculina, Dawson e só depois de a personagem feminina - Amélia entrar na historia é que a coisa ficou mais interessante para mim.

A historia principal gira em volta do julgamento de um homem que se pensa ser responsável pela morte do ex-marido de Amélia, aos poucos vamos percebendo que coisas estranhas vão acontecendo à volta de Amélia o que nos dá a entender que poderá haver mais qualquer coisa por trás desta historia.

O livro é cheio de mistérios e reviravoltas e deixa-nos sempre com vontade de ler mais e mais.

Gostei muito e super recomendo para quem gosta deste género.

 

 

 

Qua | 26.07.17

Beauty Review | Shampo Seco Batiste

IMG_20170617_161210.jpg

 Quem sofre com o cabelo oleoso de certeza que já ouviu falar de shampo seco.

Ora bem, eu além da pele do rosto que vai de mista a oleosa, sendo no verão mais oleosa, tenho também o cabelo um pouco oleoso.

Se eu lavar hoje o cabelo, daqui a um, dois dias já vai estar oleoso.

Nisto acabo por lavar o cabelo quatro vezes na semana o que para mim é demais, claro que se o cabelo esta oleoso deve ser lavado, mas o lavar muitas vezes também não fará muito bem, segundo muitos entendidos no assunto, como tenho as pontas muito mais claras acabo também por ficar com essa parte do cabelo bastante seca e as lavagens não ajudam.

Sendo assim, o que normalmente faço quando noto que o cabelo esta já um pouco oleoso é fazer uso do shampo seco, aplico umas borrifadelas na raiz, massajo bem e penteio e a coisa fica impecável, não fica aquele aspeto de cabelo lavado, mas ajuda a disfarçar.

Muitas vezes até faço um rabo de cavalo ou um coque e super ajuda, mesmo naqueles dias em que o cabelo não quer colaborar.

Atenção que eu não faço isto sempre, se calhar de ter o cabelo um pouco oleoso num dia em que tenha bem tempo e não precise de sair logo cedo, lavo e estico ou enrolo com a prancha.

Claro que isto é super útil naqueles dias em que acordamos com o cabelo oleoso e não temos grande tempo para lavar, eu falo por mim, o meu cabelo não basta lavar, é preciso hidratar bem (se não fica uma bost*) e secar com secador o que ainda demora um tempinho pois tenho o cabelo grande e então nem sempre dá tempo de fazer isso tudo, nessas alturas o shampo seco é um salva vidas.

Este da Batiste comprei na Primark por 2.75€ até agora foi o único que experimentei e tenho gostado bastante.

Alguém por aí já experimentou?

Qua | 26.07.17

Os nossos gostos vão mudando

image33.jpeg

 É engraçado como com o tempo os nossos gostos vão mudando, antigamente no verão só gostava de usar, sandálias, não usava sapatilhas nunca! Nem sapatos, nem alpercatas.

Agora raramente uso sandálias, tenho adorado usar alpercatas, sapatilhas, calçado que eu considerava mais diferente e pouco feminino, hoje adoro.

Isto aplica-se  a uma imensidão de coisas.

Vejo que a minha forma de me vestir vai mudando e cada vez mais vou deixando de gostar de coisas que antigamente adorava e começo a perceber que só agora estou a perceber qual é o "meu estilo".

Sinto que isto vem do facto de estar mais velha, de saber mais sobre mim e sobre a imagem que quero passar.

Também sentem o mesmo?

 

 

Ter | 25.07.17

Travel Planning | Inglaterra # 3 | 10 Sítios que quero visitar em Oxford

Já falta pouco para a minha viagem para Inglaterra, mais duas semaninhas, já anda há imenso tempo a fazer pesquisa e já tenho uma grande lista de coisas a fazer e a visitar tanto em Oxford, como Londres que serão as duas principais cidades que irei visitar.

Sendo assim aqui fica uma lista de 10 coisas que quero visitar em Oxford, sendo que ainda existirão muitas mais.

Se alguem por ai já conhecer a cidade pode sempre deixar sugestões de sitios a visitar que eu agradeço.

Biblioteca Bodleiana 1.jpg

 Jardim Botânico de OxfordIMG_3231x1.jpg

 Christ Church Oxford University

welcome-3.jpg

Museu de Historia Natural da Universidade de Oxford

MNH.jpg

 Ashmolean Museum

ashmolean.jpg

  Port Meadow

8573222332_69ac5d5aa7_b.jpg

Cuteslowe Park

3223497_fd654798.jpg

 Bridge of Sighs

OXFORD BRIDGE OF SIGHS _29.jpg

 Castelo de Oxford

1.jpeg

 University Parks

6281009049_833375d243_b.jpg

 

 

Seg | 24.07.17

Livro # 33 | Corpo de Delito

 

IMG_20170713_165437.jpg

 Este é o segundo livro da serie "Kay Scarpetta" de Patricia Cornwell.

Embora o primeiro livro não tenha sido dos meus preferidos, gostei dele o suficiente para querer ler os seguintes.

Ainda bem que o fiz, já terminei este e estou já no terceiro e posso dizer que estou a gostar muito.

Mas voltando a este livro, este começa com a morte de uma escritora, filha adotiva de um famoso escritor, que pouco tempo depois da morte da filha adotiva morre também de forma suspeita, logo de seguida o mesmo acontece à sua irmã.

À medida que a policia vai investigando descobre que a escritora estava a ser perseguida e que estava também com um processo judicial envolvendo um livro, cujo manuscrito desapareceu.

É um livro bom dentro do género, parece-me que a coisa começa ficar cada vez mais interessante e sem duvida é uma serie que irei continuar a acompanhar.

 

 

Seg | 24.07.17

Quase de férias

lookbook_14_06.jpg

Este ano ainda pouco pisei os pés na areia, para mim praia só para a semana então já ando ansiosa para por o meu bikini e rumar à praia.

Também ando ansiosa por comprar um bikini até porque já não compro um bikini há imenso tempo.

Ficam aqui algumas inspirações para quem como eu anda à procura do bikini ideal.

 Bohemian-Swimsuits-1-900x600.jpeg

 

2016-Hot-sexy-mulheres-biqu&iacute.jpg

2017-hot-crochet-bikini-festival-summer-bohemia.jp

 

 

Qua | 19.07.17

Livro # 36 | Um dó li tá

Um_D_Li_T_ (1).jpg

Sinopse

Uma jovem rapariga surge dos bosques após sobreviver a um rapto aterrador. Cada mórbido pormenor da sua história é verdadeiro, apesar de incrível. Dias mais tarde é descoberta outra vítima que sobreviveu a um rapto semelhante. 
As investigações conduzem a um padrão: há alguém a raptar pares de pessoas que depois são encarcerados e confrontados com uma escolha terrível: matar para sobreviver, ou ser morto. 
À medida que mais situações vão surgindo, a detetive encarregada deste caso, Helen Grace, percebe que a chave para capturar este monstro imparável está nos sobreviventes. Mas a não ser que descubra rapidamente o assassino, mais inocentes irão morrer…
Um jogo perigoso e mortal num romance de estreia arrebatador e de arrasar os nervos, que lembra filmes como Saw — Enigma Mortal e A Conspiração da Aranha.

 

 Há imenso tempo que andava para ler este livro, a capa deixou-me com a pulga atrás da orelha e com aquele interesse persistente, no entanto andei a adiar a sua leitura até ao mês passado.

Numa ida à biblioteca encontrei este e mais uns três livros do autor e decidi assim na loucura trazer os três primeiros livros.

Estes primeiros livros são uma serie protagonizada pela detetive Helen Grace, sendo este o primeiro e posso adiantar que já li os dois seguintes.

Um dó li tá é um livro que nos trás uma historia diferente mas que me fez imediatamente lembrar o filme Saw, temos uma pessoa a raptar pessoas aos pares que depois de enclausurados são deixados apenas com uma arma com apenas uma bala, sendo depois confrontadas com uma decisão, ou matam o outro, ou morrem ambos à fome.

Isto é uma coisa brutal, a decisão de matar o outro, a tensão que se vive sem saber se o outro vai tomar a decisão de o fazer, são ambientes pesados que se vive nos locais onde estas pessoas estão encarceradas e a autora consegue passar isso na perfeição.

A descrição dos cativeiros, principalmente o das duas ultimas pessoas a serem raptadas é uma coisa brutal, não é para os mais impressionáveis, é de deixar uma pessoa arrepiada até aos ossos.

A maneira como a autora liga os raptos às personagens, como Helen Grace desvenda estes mistérios é muito boa e interessante.

A autora faz uma descrição muito boa das personagens principais, o que eu gosto pois sinto que fico a conhecer melhor as mesmas, criamos uma certa ligação.

 A personagem principal Helen Grace é uma detetive bastante boa, muito dedicada ao emprego e  quase sem vida pessoal, esconde segredos e é atormentada pelo seu passado que vamos conhecendo cada vez mais.

A outra protagonista feminina, Charlie é também detetive, ainda a crescer na carreira e bem diferente de Helen, casada e com muita vontade de ter um filho.

Fazem uma dupla muito boa.

Este livro surpreendeu-me muito, para mim é dos melhores policiais que li até agora, é muito cru e humano ao mesmo tempo e não nos dá aquele final feliz, mostra-nos como a  vida as vezes consegue ser implacável.

Muito, muito bom, super recomendo este livro.

 

Pág. 1/3