Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

31
Mar17

Livro # 15 | Lembranças Macabras

1507-1.jpg

Sinopse

Quando o pessoal do Museu Crispin de Boston encontra nas suas caves uma múmia em perfeito estado de conservação, tudo indica tratar-se de um artefacto egípcio milenar, que poderá significar um novo fôlego para a instituição, cuja manutenção está em risco. Porém, quando a doutora Maura Isles analisa a múmia, apelidada de Madame X, para certificar a validade arqueológica do achado, faz uma descoberta horripilante: uma mensagem macabra que sugere que o cadáver «antiquíssimo» é afinal uma vítima de homicídio bem moderna.
Para Maura e para a detetive Jane Rizzoli, as provas forenses são inequívocas, e ao surgir um cadáver de outra mulher nas caves do museu, torna-se evidente que há um assassino à solta, inteligente e diabólico, que se diverte a provocar tanto as vítimas como a polícia.
Quando Josephine Pulcillo, uma das arqueólogas do museu, descobre um terceiro cadáver no seu próprio carro, as peças do puzzle começam a amontoar-se… até que a própria Josephine desaparece, lançando Maura e Jane numa luta contra o tempo para tentarem salvar-lhe a vida. Conseguirão elas impedir o «assassino arqueólogo» de juntar mais uma peça à sua macabra coleção?

 

Desta vez Rizzolie & Isles envolvem-se numa investigação que tem o Egito e a mumificação como principal fator de diferenciação

O assassino arqueólogo sequestra mulheres e depois de as matar faz delas uma espécie de troféus para a eternidade.

De alguma maneira estes crimes parecem se relacionar com uma misteriosa arqueóloga especialista no Egito.

Não me canso de dizer isto sobre os livros de Tess Gerristsen mas este é mais um livro fantástico, faz-nos viajar numa viagem pelo Egito e os seus antepassados.

Muito, muito bom.

 

 

 

 

30
Mar17

20 Anos de Buffy - A caçadora de Vampiros

000252735hr.jpg

A Buffy faz 20 anos, 20 anos desde que o primeiro episódio foi para o ar, 20 anos e já eu via esta serie.

Acompanhei desde o inicio, vi todos os episódios, vi as repetições varias vezes quando passava na Sic Radical, comprei todos os packs de DVD´S, todas as temporadas.

Já vi e revi milhares de vezes.

Sem duvida foi uma serie que marcou a minha infância e adolescência.

 

ew1460_sarah_6732783627323.jpg

O facto de ter uma protagonista jovem e que parecia ter tanto a  ver connosco, tinha os mesmos problemas que os adolescentes, as mesmas duvidas e inseguranças e depois era uma super caçadora de vampiros.

Isto fazia com que para mim ela fosse uma super heroína e eu adorava-a, lembro-me quando a Sic Radical deixou de passar a serie quando iria iniciar a terceira temporada eu até chorei! Depois fui para o fórum da pagina da Sic reclamar

buffy-ew-13.jpg

Parece impossível pensar que já se passaram 20 anos, o tempo realmente voa.

A Entertainment Weekly reuniu o elenco para uma comemoração dos 20 anos da serie e eu não podia ficar mais contente.

buffy-ew-3.jpg

Acho super interessante ver a reunião dos atores que deram vida as personagens ao fim de tantos anos, é engraçado ver como alguns mudaram imenso e outros estão ainda os mesmos.

tara-willow-oz-buffy-reunion.jpg

Muitos deles podemos ainda vê-los em outras series mas tenho imensa pena que a Sarah Michelle Gellar nunca mais tenha conseguido se afirmar, já vi imensas series que ela fez depois, algumas até com potencial mas acabam sempre canceladas o que é uma pena.

Tenho imensas saudades de a ver de novo na Tv.

17554261_1369736879716099_292691460945953360_n.jpg

 É muito giro ver como uma serie que começou por ser até bastante ridicularizada acabou sendo considerada uma serie de culto, acho que é uma serie que vale super a pena ver, não por os demónios, vampiros e cenas de ação mas por tudo aquilo que está por trás.

O drama, a forma como vivemos com os nossos demónios pessoais, a forma como superamos as adversidades.

Acho que é uma serie mesmo boa, quem por aqui me segue já sabe que é uma das minhas series favoritas de todos os tempos.

ew1460_sarah_james_8021792332982.jpg

 

E por ai alguém é fã?

30
Mar17

As crianças e os palavrões

Na semana passada fui tomar café com um grupo de amigas e colegas.

Uma delas já tem uma filha com um ano e meio que já começou a dizer umas palavrinhas.

Qual imaginam vocês que foi a primeira palavra dela?

Não foi mama nem papa, foi aquela palavrinha/ofensa começada por p (p***) que eu me recuso a escrever aqui.

Foi a sua primeira palavra e parece que desde então passa o dia a dizer aquilo.

A mãe da criança contava aquilo como se fosse a coisa mais gira do mundo e que toda a gente achava muita piada.

Ora eu não acho piada nenhuma, não gosto mesmo nada de ouvir crianças a dizer palavrões e gosto ainda menos de ver os adultos a acharem piada.

Partilhei isso mesmo com essa minha colega que ficou assim um bocado ofendida, justificou-se como sendo uma criança e que não tem culpa,

Realmente não tem culpa quem tem são os pais que muito provavelmente usam esse tipo de vocabulário perto da filha, uma vez que a criança não anda em nenhum colégio ou infantário e passa o dia todo em casa com a mãe.

Claro que muitas crianças vão buscar este tipo de palavra a outro sitio, ouvem-na por ai e depois reproduzem-na mas será que rir e achar imensa piada à coisa não faz com que a criança continue nessa onda de dizer palavrões?

A não ser que gostem de ouvir uma criança a dizer palavrões se calhar era boa ideia adotar outra atitude.

Foi mais ou menos isto que transmiti a essa minha colega e levei logo com um "ai tu não és mãe, quando fores vais ver".

Pois vou e quando for vou partilhar exatamente da mesma opinião que partilho agora.

 

PS: Bem sei que crianças a dizer palavrões não é o maior flagelo desde mundo mas é uma coisa que me incomoda imenso dai o post.

transferir.jpg

 

 

 

29
Mar17

Vida de desempregada # 1 | O Primeiro mês

O primeiro mês e meio de desemprego foi um misto de não saber muito bem o que fazer.

Por um lado soube-me bem o descanso, por outro a aflição de não ver nada a aparecer não me deixava aproveitar o momento.

Comecei por fazer arrumações, quando uma mulher fica desempregada acho que é logo isso que faz, arrumações.

Depois de tudo arrumado lá comecei a ver umas series e a passar imenso tempo a ler, desde o inicio do ano já li mais de 15 livros, em pouco mais de três meses é muito sendo que li a maioria nos últimos dois meses.

Todos os dias ia mandando currículos, em quase dois meses e mais de centenas de currículos enviados/entregues só duas entrevistas, nas duas parecia ter experiência/escolaridade a mais, numa delas disseram me mesmo que no anuncio pediam sem experiência e que não necessitavam que eu tivesse conhecimentos de contabilidade porque iam explicar e ensinar tudo ao candidato selecionado, isto era para um emprego num Gabinete de Contabilidade, não deveriam valorizar a experiência que tenho na área e os conhecimentos adquiridos na Licenciatura?

Mas pronto, passados quase dois meses as coisas não mudaram muito, todos os dias reservo umas horas para entregar currículos e procurar emprego, continua a ler imenso e a tentar dedicar umas horas ao blog, entretanto vou também estudando umas coisas para não entrarem em esquecimento.

Comecei também com exercício físico regular, assunto para outro post.

Na vida domestica tenho sido uma autentica dona de casa, acho que cada vez cozinho melhor 

Os primeiros meses foram assim vamos ver o que muda no futuro.

 

28
Mar17

Tendência | Transparências

street_style_milan_fashion_week_febrero_2014_iii_6

 E não é que as transparências estão super em alta?

Tem se visto imenso, tanto em tops e blusas como saias e até calças

Eu tenho gostado imenso de ver as saias e sem duvida que é uma peça que eu usaria

fotos_street_style_milan_fashion_week_89402847_120

Eu nunca fui muito de usar coisas transparentes, tenho apenas uma blusa preta super gira que me foi oferecida mas poucas vezes andei com ela e uma blusa branca que também esta parada no armário.

Confesso que me sinto tentada em ir repesca-las ao armário, não sei se as conseguiria usar com um soutien normal mas pensei em comprar aqueles com varias alças, super giros que se vê agora e experimentar

FotorCreated.jpg

É uma tendência assim mais sensual, mais ousada mas eu acho que dá para usar perfeitamente sem nos dar um ar assim mais "sexy demais" estão a ver?

Temos é que saber como usar e não abusar depois noutras peças demasiado chamativas. 

FotorCreated.jpg

 E vocês acham ousado de mais ou até usam e abusam desta tendência?

28
Mar17

Beauty Tips | Make up Iluminada

9d6f0477b15fc2aed45a9e50f12a1fd0.jpg

Quando comecei a maquilhar-me mais vezes e a levar isto da maquilhagem mais a serio não sabia muito bem a diferença entre uma pele mate ou uma pele iluminada.

Hoje percebo que muita gente prefere o efeito mate, uma pele mais sequinha, normalmente quem tem pele mista a oleosa prefere este tipo de efeito na pele,

Ora eu tenho uma pele mista, apenas oleosa na zona T e sempre usei bases que proporcionassem um efeito mais seco.

Ultimamente já não gosto mais desse efeito, prefiro uma pele mais iluminada.

maquiagem-pele-iluminada.jpg

Na minha cabeça uma pele saudável é naturalmente mais luminosa, irradia mais luz e isto tem a ver principalmente com a hidratação da pele, para mim o efeito iluminado dá um ar mais natural à pele.

E então como ter uma pele iluminada? A resposta óbvia vai de encontro ao uso de produtos que ajudem a dar uma iluminada no rosto, como iluminadores usados em pontos estratégicos do rosto.

Eu já há muito tempo que faço uso de iluminadores em maior ou menor quantidade dependendo da ocasião e se é de dia ou de noite.

No entanto apesar de muitos iluminadores darem um ar natural é possível perceber que estamos a usar iluminador e que aquela não é a luminosidade natural da nossa pele.

blogdathais.com_make_iluminada_2.jpg

 Eu no meu caso percebi que com alguns truques é possível ficar com uma pele luminosa e com um efeito muito natural.

Primeiro truque é fugir das bases com efeito matte e optar por bases mais hidratantes, estas vão dar um efeito mais luminoso naturalmente.

Depois o que tem feito uma grande diferença é o uso de um hidratante mais potente antes da base, normalmente usava um hidratante para matificar a pele e agora não, uso um hidratante mais potente, muitas vezes aquele Nivea de boião azul.

Dizem que ele é super gorduroso e não deve ser usado antes da maquilhagem mas comigo tem funcionado super bem, não o uso todos os dias, apenas quando tenho a pele assim mais seca, aplico uma ligeira camada, deixo absorver o creme e depois com um algodão tento retirar algum excesso dando apenas umas palmadinhas com o algodão no rosto.

Depois é só primer, base e pó se necessário, normalmente só aplico na zona T.

Não deixa um aspeto oleoso, fica uma pele com cobertura mas muito mais natural e um glow que eu adoro.

pele-iluminada-como-fazer-4.jpg

Existem inúmeras dicas de como obter uma pele iluminada e quase todas são boas mas o essencial mesmo é que tenhamos a nossa pele bem hidratada e nutrida pois assim ela já irradiará brilho naturalmente.

 

 

 

27
Mar17

Livro # 14 | O Clube Mefisto

O clube mefisto.jpg

Sinopse

A palavra latina peccavi, «pequei», foi inscrita com o sangue de uma mulher, vítima de um crime particularmente macabro. Na cena do crime já se encontram a médica legista Maura Isles e a detective Jane Rizzoli. Rapidamente as duas constatam uma ligação entre o assassínio e a psiquiatra Joyce O’Donnell, uma celebridade em Boston, e que faz parte de uma sociedade secreta denominada o Clube Mefisto.Maura e Jane são arrastadas para uma terrível viagem ao âmago do mal, onde irão enfrentar um inimigo bem mais perigoso do que todos aqueles que já alguma vez perseguiram.

 

Quem por aqui me segue sabe que eu adoro os livros da serie Rizzolie & Isles de Tess Gerristen, acho-os fabulosos, infelizmente estou a acabar essa serie.

O ultimo que li foi até agora o meu favorito.

O clube Mefisto é fabuloso, genial.

Neste livro Rizzolie & Isles investigam um crime bem macabro que os leva até um clube, o clube mefisto.

Este clube tem a particularidade de contar com um conjunto de indivíduos que investiga vários crimes, principalmente aqueles mais violento.

O que eu achei de mais interessante foi a justificação que eles dão para as pessoas cometerem crimes, crimes violentos, mais macabros, crimes impensáveis.

Nos atribuímos muitas vezes a responsabilidade a doenças mentais, criamos a imagem do sociopata/psicopata e sempre que acontece algum crime realmente brutal nos classificamos a pessoa que o comete como uma destas coisas.

É interessante pensar em alternativas que justifiquem essas ações.

Acho que é um livro que vale bem a pena ler e a mim deixou-me a pensar em muitas coisas presentes no livro, deixou-me com vontade de saber muito mais sobre muitos dos temas que o livro aborda.

 

27
Mar17

Youtuber da Semana | Zoella

 

Acho que a Zoella é capaz de ser a mais famosa e bem sucedida das youtubers.

É uma britânica de 26 anos que faz 27 a 28 de Março.

Já anda nisto do youtube há imenso tempo, conta com mais de 10 milhões de seguidores e uns outros tantos milhões de visualizações.

Já editou dois livros e já tem um terceiro a caminho.

É das minhas youtubers favoritas, é super fofa, adoro o sotaque inglês dela e faz vídeos super variados, desde tutoriais de maquilhagem, receitas, vídeos de compras, muita coisa gira vemos por lá.

 Já conhecem?

 

Pág. 1/5

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Ana has read 5 books toward their goal of 60 books.
hide

A Ler

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D