Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Ter | 29.11.16

52 Semanas | Semana 48: Nunca tive coragem de…

Saltar de paraquedas

É uma coisa que quero fazer há imenso tempo e ainda não ganhei coragem.

 

Imigrar

Nem é bem coragem é mesmo falta de vontade, já tive algumas oportunidades mas é sempre uma ideia posta de parte.

 

Cortar o cabelo bem curto

Sempre tive o cabelo relativamente comprido, sempre gostei dele bem grande e agora que está enorme volta e meia dá-me aquela vontade de cortar bem curto mas depressa perco a coragem.

 

 

 

Seg | 28.11.16

Sobre os jantares de Natal...

Adoro esta época natalícia e tudo o que ela envolve mas os jantares de Natal...

É jantar de amigos, de amigas, de curso, de trabalho, nesta altura é tanto jantar que até enjoa.

Já não basta a época que é propensa a gastos e ainda vem com os jantares de Natal, mais uma razão para se gastar uns trocos.

E se não quisermos ir? Cai-nos tudo em em cima!

Sex | 25.11.16

Make up Review | Batom Smart Lipstick Kiko

 

 IMG_20160331_102953.jpg

 

Comprei este batom há imenso tempo e está aqui nos rascunhos há quase mais tempo mas lembrei-me de hoje vos falar sobre ele.

É da Kiko da linha SmartLipstick e custa pouco mais de 3 euros e é possível encontra-lo muitas vezes em promoção.

O batom é giríssimo.

É um roxo forte mas ao mesmo tempo subtil, por ser cremoso fica assim uma coisa mais soft.

Eu adoro usar assim com uma maquilhagem mais simples nos olhos, as vezes só com mascara de pestanas, mas também adoro usar com eyeliner acho que fica giríssimo.

O batom não tem assim uma duração por ai além, se comerem muito provavelmente ele vai sair, mas por ser um batom cremoso não é para mim um problema pois dá para retocar sem grandes dificuldades.

É sem duvida um bom investimento para um batom com um custo-beneficio muito bom.

 

Qua | 23.11.16

Tendência | Verde Tropa/Militar

FotorCreated.jpg militar.jpg

Uma das cores da estação é sem dúvida o verde tropa/militar, já há imenso tempo que ele anda por ai a rondar e agora é vê-lo desfilar por ai em todas as formas e feitios.

Eu já comprei umas calças e uma t-shirt mas queria uma blusa, um casaco, tantas outras coisas...

 

FotorCreated.jpg

  É sem duvida uma cor muito democrática e que dá quase com tudo, se não com tudo.

Além disso é uma cor que grita Outono/Inverno.

Eu adoro e vocês?

 

Ter | 22.11.16

Livro # 35 | Perguntem a Sarah Gross

500_9789722057103_perguntem_sarah_gross.jpg

 Sinopse

 Fora ali que Sarah Gross aprendera a ser feliz. Mas eles chegaram e mudaram tudo.
Até o nome da cidade. Auschwitz?
Que raio era Auschwitz?

Em 1968, Kimberly Parker, uma jovem professora de Literatura, atravessa os Estados Unidos para ir ensinar no colégio mais elitista da Nova Inglaterra, dirigido por uma mulher carismática e misteriosa chamada Sarah Gross. Foge de um segredo terrível e procura em St. Oswald’s a paz possível com a companhia da exuberante Miranda, o encanto e a sensibilidade de Clement e sobretudo a cumplicidade de Sarah. Mas a verdade persegue Kimberly até ali e, no dia em que toma a decisão que a poderia salvar, uma tragédia abala inesperadamente a instituição centenária, abrindo as portas a um passado avassalador.
Nos corredores da universidade ou no apertado gueto de Cracóvia; à sombra dos choupos de Birkenau ou pelas ruas de Auschwitz quando ainda era uma cidade feliz, Kimberly mergulha numa história brutal de dor e sobrevivência para a qual ninguém a preparou.
Rigoroso, imaginativo e profundamente cinematográfico, com diálogos magistrais e personagens inesquecíveis, Perguntem a Sarah Gross é um romance trepidante que nos dá a conhecer a cidade que se tornou o mais famoso campo de extermínio da História.

 

Andava há imenso tempo com este livro na estante mas só há pouco tempo é que peguei nele.

Conta-nos a historia de Kimberly Parker e Sarah Gross que num determinado momento das suas vidas se conhecem e desde logo surge uma amizade entre as duas.

Ambas escondem segredos que se vão descobrindo com o desenrolar da historia.

É um livro brutal, emocionante e comovedor ao mesmo tempo, acho que é impossível ler determinadas passagens deste livro sem ficar com uma lágrima no olho.

É um livro sobre mulheres fortes.

Muito, muito bom.

 

 

 

Ter | 22.11.16

52 Semanas | Semana 47: Quando eu estou apaixonada…

casal-620x400.jpg

 Já ando apaixonada assim há uns aninhos...

 

 

Feliz

Acho que sou mais feliz apaixonada, acho que quase todas as pessoas são mais felizes quando estão apaixonadas e são correspondidas.

 

Gastadora

Compro mais roupa, maquilhagem, vou mais vezes jantar/almoçar fora, passeio mais, logo gasto mais dinheiro.

 

Tiro muitas fotos

Eu adoro tirar fotos de tudo e mais alguma coisa, então com o namorado ainda é pior.

 

 

Seg | 21.11.16

Manicure em casa ou com uma profissional?

 

a-french-manicure.jpg

 

 Não sei vocês mas eu sempre gostei de umas unhas bem arranjadas, não precisam estar pintadas da cor da moda ou com o formato mais em voga, mas uma unha bem arranjada faz toda a diferença na mão de uma mulher.

Eu sempre arranjei as unhas em casa mas de vez em quando lá ia à manicure que no meu caso é no cabeleireiro onde costumo arranjar o meu cabelo.

Eu preferencialmente prefiro arranjar as unhas em casa, na manicure é preciso marcar hora, por vezes esperar e depois por vezes a manicure lima mais do que é suposto e muitas vezes saímos de lá com a unha mais pequena do que gostaríamos.

Alem de toda a questão da higiene que para mim faz muita diferença, os utensílios usados na manicure são usados em imensa gente e eu nem sei bem como é feita aquela higienizarão e se é realmente bem feita e eu como sou assim um bocado enjoada prefiro fazer as minhas unhas em casa.

Como tenho uma grande quantidade de vernizes e os utensílios necessários para fazer as unhas em casa e até tenho algum jeito para a coisa prefiro fazer as minhas unhas em casa.

 

manicureepedicure.jpg

 Por outro lado, muitas pessoas não tem lá grande habilidade para arranjar as próprias unhas e nesse caso o mais indicado é mesmo procurar uma profissional.

Além disso são muitas as vantagens em procurar uma profissional das unhas; o acabamento é sempre, ou quase sempre, perfeito, não temos que nos preocupar e ter o trabalho de arranjara as unhas, a manicure faz isso por nos, depois também não temos gastos quase nenhuns, não temos necessidade de comprar grandes variedades de vernizes e utensílios e cada vez mais os preços por uma manicure completa são mais acessíveis.

Eu acho que vou optar sempre por arranjar as unhas em casa e vocês preferem arranjar as unhas em casa ou com uma profissional?

Pág. 1/3