Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

Girl About Town

“I like my money right where I can see it: hanging in my closet.” — Carrie Bradshaw

29
Jan16

Apresento-vos o Obi Wan

IMG_20160128_190107.jpg

 

 

Tenho um novo membro na família o Obi Wan, o nome é fruto do dono (meu irmão) ser fã do Star Wars, eu cá tenho chamado de piruças, bolinhas, pulgas, piolho, por ai.

Foi adotado de um canil aqui da zona.

O Obi não mora comigo, mora na casa do meu irmão que por acaso é ao lado da minha.

O pequenote tem só dois meses, é muito mimalho e só quer companhia então os primeiros dias tem sido difíceis pois ele não aguenta estar muito tempo sozinho, começa logo num ladrar imenso quando vamos trabalhar.

O que temos feito é alternar horários para ele não ficar muito tempo sozinho, de qualquer forma lá vai ter que se habituar.

Tem muitos parques e jardins aqui perto de casa então ele tem muitos sítios para passear e depressa se habituou a fazer as necessidades na rua.

Quando esta em casa é um sossego, dorme muito e não chateia ninguém.

Acho uma atitude muito bonita adotar um animal mas é preciso saber das responsabilidades, um animal exige muita atenção, disponibilidade financeira e emocional.

O que acham aqui do meu rafeirinho?

 

28
Jan16

Atendi uma besta

Se há coisa que tenho vindo a aprender desde que fui trabalhar no híper é que existe gente que nem pode ser chamada disso.

Ontem atendi lá no híper um homem que segundo depois me disseram devia estar bêbado, se estava eu nem sei tamanha foi a cabeça com que fiquei.

O homem foi pagar as compras com cartão multibanco, normalmente quando coloco ou o próprio cliente coloca o cartão tenho por hábito dizer para confirmar primeiro e depois fazer código e ok novamente.

Claro que não faço isto com toda a gente mas com pessoas com mais idade, de outros países que podem não perceber muito bem como aquilo funciona digo sempre para que a pessoa saiba.

Como este cliente era de outra nacionalidade expliquei antes de ele colocar o cartão para fazer ok, código, e ok novamente.

Ele claramente não percebeu pois o multibanco começou a dar erro pois ele não colocou o código a partir dai a conversa foi mais ou menos assim:

 

Cliente: Esta merda não dá.

Eu: Tem que primeiro confirmar o valor, aguarda um segundo depois coloca o seu código e confirma novamente.

Cliente: És burra? Porque é que não disseste logo.

Eu: Eu expliquei-lhe no início, tente novamente por favor.

O multibanco começa novamente a apitar e eu verifico que o cliente não colocou o pin.

Eu: Tem que colocar o pin e depois confirmar.

Cliente: Tas a brincar comigo? Tens que me explicar sua estúpida

(Aqui já estava o cliente aos gritos, provavelmente a me ofender na língua dele com toda a gente a olhar para mim e eu já à beira de um ataque de nervos)

Eu: Olhe lá estúpida não! Está a berrar para quê? Já lhe expliquei como tem que fazer não tenho culpa que ainda não tenha percebido

Cliente: Eu não sou o burro eu trabalho há anos com multibanco, sou especialista em máquinas tu é que és uma estúpida.

Eu: Está a ver a quantia? Carregue no verde, carregou? Agora marque o seu código, são quatro dígitos já está? Agora carregue no verde novamente.

Depois disto eu já a rezar para que o homem saísse de lá depressa e então aparece a tão temida mensagem no multibanco – SALDO NÃO AUTORIZADO-

Depois de muito discutir lá pagou em dinheiro, aos berros porque eu não sabia mexer no multibanco e quando lhe dei o talão atirou-o para cima de mim e disse:

Não quero essa merda vai para o c******

Fiquei tão nervosa mas tão nervosa que estava já à beira de um ataque de choro, foi preciso um esforço enorme para não desatar ali a chorar.

Depois de ele ir embora umas colegas vieram ter comigo e disseram-me que ele estava bêbedo, eu não sei, estava tão nervosa que nem reparei, mas o que mais me revoltou foi que o híper estava bastante calmo então ouvia-se a léguas o homem a berrar, uma supervisora passou e viu aquele espectáculo todo e nem sequer lá foi ver o que se passava.

Fiquei lá eu sozinha a ouvir as barbaridades que aquele homem ia dizendo e a pensar como é que é possível, como é que eu tenho que ser obrigada a ouvir estas coisas e como é que há gente que vem sei lá de que país do mundo onde a educação e o respeito pelos outros não existe ter este tipo de atitudes.

Só queria conseguir ignorar estas coisas e não consigo.

Conclusão, não atendi um cliente, atendi uma besta.

28
Jan16

366 Fotos | 22 a 28

Foto 22| Ultimamente só faço isto...estudar...

IMG_20160127_113650.jpg

 

Foto 23 | De manhã bem cedinho a caminho da faculdade

IMG_20160126_084653.jpg

 

Foto 24 | O meu companheiro de muitas horas

IMG_20160127_113702.jpg

 

Foto 25 | A vista da janela da biblioteca da minha faculdade

IMG_20160126_100939.jpg

 

Foto 26 | Novo membro da famila

IMG_20160126_173400hj.jpg

 

Foto 27 | A Maggie esta a ler comigo

IMG_20160127_233135.jpg

 

Foto 28 | Depois de tanto estudo, uma pausa, com Kit kat 

IMG_20160127_233208.jpg

 

 

 

 

 

 

27
Jan16

Pérolas no emprego # 12

O híper tem um serviço de entregas gratuito a clientes com mais de 65 anos depois para compras superiores a determinado valor também é gratuito.

Atendi uma cliente assim toda chique que pediu para lhe entregar as compras em casa, como o valor não abrangia a entrega gratuita percebi que tinha de lhe perguntar a idade pois a senhora não parecia ter mais de 55 anos.

Liguei para a supervisora pois temos que avisar da entrega e perguntei se tinha mesmo que perguntar a idade, disseram-me que sim.

Lá perguntei a senhora qual era a sua idade mas expliquei-lhe que era por causa da entrega gratuita, tentei fazer aquilo da forma mais delicada possível mas mesmo assim a senhora passou-se.

Disse-me que era uma falta de educação perguntar a idade a uma senhora, que era uma vergonha e que agora toda a gente na fila ia saber a sua idade.

Eu pedi imensas desculpas e ela lá me disse que tinha 75, até me custou a acreditar, parecia ter para ai uns 55 no máximo.

Antes de ir embora a senhora lá me disse para nunca mais fazer isso, perguntar a uma senhora a idade é um pecado muito grande disse ela, eu até me ri, eu mais os clientes que estavam na fila.

26
Jan16

52 Semanas | Semana 4: As minhas citações preferidas são:

56ae7d00b9f2c16ae4dd5e4b7e3c214d.jpg

 

1 | Só é derrotado quem desiste de lutar

 

2 | Que Deus me dê serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as que posso e sabedoria para distinguir entre elas – Reinhold Niebuhr

 

3 | Violência contra uma mulher é violência contra todas as mulheres – Stephen King

 

4 | Se não nos tivesse-mos conhecido, acho que eu teria compreendido que a minha vida não estava completa. E teria perambulado pelo mundo à tua procura, mesmo que não soubesse o que estava buscando” (Uma longa Jornada – Nicholas Sparks

)

5 | Coragem não é a ausência do medo, mas a decisão que algo é mais importante que o medo. O corajoso pode não viver para sempre, mas o cauteloso nunca vive plenamente” – (Os diários da princesa – Meg Cabot)

 

 

25
Jan16

Uma caminhada pelo Bom Jesus

Um dos objetivos para 2016 era ir para um Ginásio, já tive oportunidade de andar num e adorava aquilo, infelizmente tive que deixar.

Enquanto não tenho possibilidades financeiras para manter um vou fazendo caminhadas/ corridas.

Eu e o namorado que também quer fazer exercício decidimos ir correr, depressa percebemos que não ia ser bem correr o que íamos fazer.

Ele joga futebol semanalmente ainda se aguentou bem, eu ao fim de 20 metros já não podia andar.

Acabamos por transformar a corrida em caminhada.

Começamos então a fazer as nossas caminhadas de manhã ou à tarde, vamos alternando a corrida com a caminhada para que eu possa ir ganhando resistência.

Sinceramente até achei piada a correr na rua, vê-se imensa gente mas o frio e a chuva é muito desagradável, mais a chuva.

Gosto de sol e gosto de caminhar com sol a chuva tira-me logo a vontade de fazer seja o que for na rua e ainda me deixa deprimida então ultimamente não tem dado para fazer muitas caminhadas.

Num dos poucos dias em que o tempo até estava minimamente aceitável, um pouco de sol lá fomos caminhar, escolhemos o Bom Jesus, que é sempre um sitio muito giro para caminhar, lá subimos aquilo tudo até a meio dos escadórios que para quem conhece sabe que aquilo é muita escada, só não subimos até lá acima porque estava a anoitecer e aquilo não tem luz e eu estava cheia de medo de ser assassinada ou sequestrada no meio daquele mato todo.

Fica para a próxima.

Ideia a reter: Sabe mesmo muito bem sair por ai de fato de treino só para correr/caminhar, dá uma sensação de relaxamento e paz muito bom.

Mesmo que lá me inscreva no ginásio não vou deixar de fazer estas pequenas caminhadas, correr desconfio que nunca vou conseguir correr grande coisa mas vou tentando.

E assim, lentamente vou aderindo à moda das corridas que acaba por ser sem dúvida uma moda muito saudável.

 

IMG_20151211_163359.jpg

 

Pág. 1/5

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Ana has read 5 books toward their goal of 60 books.
hide

A Ler

Na minha estante

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D