Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Girl About Town

Seg | 02.10.17

Livro # 44 | As Raparigas Cintilantes

image.jpg

Sinopse

Dizem que o que não nos mata torna-nos mais fortes. E se a morte voltar para tentar de novo?

CHICAGO, 1931: Harper Curtis, um vagabundo paranoico e violento, dá de caras com uma casa que possui um segredo tão chocante como a natureza distorcida de Curtis: permite viajar entre o passado e o futuro. Ele usa-a para perseguir as suas raparigas cintilantes - e tirar-lhes o brilho de uma vez por todas.

CHICAGO, 1992: Diz-se que o que não nos mata nos faz mais fortes. Experimente dizê-lo a Kirby Mazrachi, cuja vida ficou devastada depois de sofrer uma brutal tentativa de assassínio. Continua a tentar encontrar o agressor, tendo como único aliado Dan, um ex-repórter de crime que cobrira o seu caso anos antes.
 

Andava para ler este livro há imenso tempo mas só recentemente é que decidi ir pegar nele.

Inicialmente pensei que seria um policial típico mas enganei-me redondamente, este livro tem aquela característica do "sobrenatural" que o faz diferente da maioria, nem melhor, nem pior, diferente.

O foco principal desta historia é Harper Curtis uma estudante de jornalismo que alguns anos atrás foi vitima de um ataque brutal por parte de um assassino em serie que nunca foi apanhado.

Harper sobreviveu e agora quer encontrar o seu assassino.

Do outro lado temos o assassino que descobriu uma casa onde pode viajar no tempo e é assim que ele vai matando várias raparigas sem nunca ser apanhado.

O livro não fosse a parte de viajar no tempo seria um policial como outro qualquer, mas esta característica faz com que o livro seja mais interessante apesar de eu não ser fã de livros que envolvam fantasia.

Não é o meu livro favorito se sempre mas

proporciona um bom momento de leitura.