Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Girl About Town

Ter | 14.03.17

Livro # 11 | A rainha no palacio das correntes de ar

9789892305332.jpg

 

SINOPSE

Neste terceiro e último volume da Trilogia Millennium, Lisbeth Salander sobreviveu aos ferimentos de que foi vítima, mas não tem razões para sorrir: o seu estado de saúde inspira cuidados e terá de permanecer várias semanas no hospital, impossibilitada de se movimentar e agir. As acusações que recaem sobre ela levaram a polícia a mantê-la incontactável. Lisbeth sente-se sitiada e, como se isso não bastasse, vê-se ainda confrontada com outro problema: o pai, que a odeia e que ela feriu à machadada, encontra-se no mesmo hospital com ferimentos menos graves e intenções mais maquiavélicas… Os elementos da SAPO continuam as suas movimentações; Mikael Blomkvist tenta de todas as maneiras ilibar Salander; Dragan Armanskij, o inspector Bublanski e Anita Giannini unem esforços para que se faça justiça; Erika Berger sente-se também ameaçada; e quem é Rosa Figuerola, a bela mulher que seduz Mikael Blomkvist?

 

Ultimo volume da saga Millennium trás-nos os acontecimentos seguintes ao segundo livro, Lisbeth conseguiu safar-se mas encontra-se muito debilitada no hospital e prestes a enfrentar varias acusações.

O seu pai sobreviveu, encontra-se também no mesmo hospital, em melhor estado do que Lisbeth.

 Michael continua o seu caminho para defender Lisbeth e para isso opta por confiar em alguns elementos da policia.

Este livro centra-se principalmente na recuperação de Lisbeth e na preparação para o julgamento que ai vem ao mesmo tempo que os acontecimentos se vão desenrolando e que vamos vendo o inimigo a tentar fazer o seu próprio controlo de danos.

Pelo outro lado vemos Erika Berger a dar os primeiros passos no seu novo emprego e a enfrentar as dificuldades que este acarreta.

É um livro enorme, 736 paginas que se leem no ápice e é um livro que como os anteriores nunca deixa de surpreender.

Eu adorei e sem duvida que é dos meus livros preferidos de sempre.

Tenho pena que o autor tenha morrido tão tragicamente, pois as suas personagens para mim meio que morreram também com ele.

Terminei o livro e fiquei com a sensação de estar perante uma historia inacabada e é mesmo isso que ela é, uma historia que ainda teria muitos livros pela frente  mas que acabou antes de o seu tempo e é uma pena.

Bem sei que existe mais um livro, que seria o quarto mas sinto alguma reticencia em lê-lo, não é um livro de Stieg Larsson, não tem por base  o que ele queira para as personagens, para mim é só uma tentativa de fazer mais dinheiro.

Por outro lado tenho curiosidade de saber o rumo que se deu as personagens mas não consigo deixar de pensar que foi o rumo que alguém lhes deu e não aquilo que quem as criou pensou para elas.

Enfim, sentimentos contraditórios.

 

2 comentários

Comentar post