Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Girl About Town

Sex | 20.03.15

E porque hoje é dia da Felicidade..

 Parece que hoje é dia da felicidade, ora eu nem sabia, fiquei a saber mesmo a pouco e como ultimamente tenho pensado muito no conceito de felicidade, do que é ser feliz, pareceu me o dia certo para escrever sobre isso.

Tenho pensado tanto que até fui pesquisar o conceito na net.

Segundo a Wikipédia "A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude são transformados em emoções ou sentimentos que vão desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar espiritual ou paz interior."

Ok, esta é a definição segundo a Wikipédia, a muitos outros sítios onde poderia ter ido procurar, mas este, simplesmente estava mais a mão.

O que é para vocês a felicidade?

Para mim é um conjunto de coisas, sou feliz se a minha família estiver bem, com saúde, se eles próprios estiverem felizes eu também estou, se a minha vida financeira vai bem, se tenho trabalho, se recebo um salário aceitável, se dá para pagar as minhas despesas e ainda chega para ir ao shopping fazer umas compras e ir ao restaurante jantar fora uma vez ou outra, sou feliz.

Se tenho ao meu lado uma pessoa que amo, que me ama, que me faz bem, que me entende, compreende, aceita e gosta exatamente como eu sou, eu sou feliz.

Mas será que temos tudo isto na vida?

Eu não tenho, pelo menos para já.

Tenho uma mãe fantástica, maravilhosa, que fez e contínua a fazer tudo por mim, tem saúde, embora tenha passado por alguns percalços, tudo ficou bem.

Tenho um irmão também fantástico que me faz rir a brava, com as suas mais que muitas aventuras amorosas e profissionais.

O pai não é assim grande coisa, mas não vamos falar sobre isso.

E o namorado, penso que encontrei o homem perfeito, sei que muitos vão já pensar ai e tal que isso não existe, ninguém é perfeito!

Sim, é verdade, ninguém é perfeito, mas eu encontrei alguém com valores idênticos aos meus, que me respeita, que se respeita e respeita os outros, que trabalha muito, que faz tudo pelos pais e pela irmã, que já faz tudo por mim, que confia em mim e me dá todas as razões para confiar nele.

Que é capaz de mudar alguma coisa nele que eu não goste, que é capaz de dizer quando não deve mudar alguma coisa nele só porque eu não gosto.

Que me faz querer mudar algumas coisas em mim, por exemplo ter melhor feitio e deixar de ser tão chatinha com merdas que não interessam para nada.

Faz me feliz só o facto de estar na sua companhia, e eu sei que ele tem inúmeros defeitos, mas são defeitos que eu consigo aceitar e respeitar, como ele respeita os meus.

Por isso para mim ele é perfeito, é uma coisa fantástica encontrarmos alguém que nos completa que nos faz sentir bem.

Isso faz me muito, muito feliz.

Depois há o trabalho, eu sei o que quero fazer para o resto da vida, só que é um caminho longo e duro, que exige muito trabalho, dedicação e investimento, e ainda vou a meio desse caminho.

Vivemos numa altura em que encontrar um emprego é uma missão quase impossível, ainda mais arranjar um bom emprego.

Ainda não arranjei um emprego, estou desempregada desde Janeiro, comecei logo mal o ano, e ainda sou dependente financeiramente da minha mãe, ora isto é que muitas vezes me deixa infeliz, muito infeliz.

Para mim a felicidade é um conjunto de coisas, eu considero me uma pessoa feliz, pois tenho muitas coisas na minha vida que me dão alegria, mas para a minha felicidade ser completa precisava de arranjar um emprego, nem que seja  a ganhar 500 euros.

Então basicamente para a minha felicidade ser completa só me falta mesmo o emprego. Vamos lá continuar a enviar e a entregar currículos e rezar ao São Bento e Nossa Senhora de Fátima, para que alguém nos responda.

 

Mas enquanto não tenho emprego, simplesmente agradeço por tudo aquilo que tenho, que é mais que muitos outros tem, e vou lutando para conseguir tudo aquilo que não tenho.

 

Vamos todos tentar ser felizes com aquilo que temos.